10 momentos em que hotéis deixam a desejar para hospedagem de colaboradores

5 minutos
|09/04/2019
10 momentos em que hotéis deixam a desejar para hospedagem de colaboradores
Viagens

Profissionais que viajam constantemente a trabalho sabem o quanto é frustrante ficar hospedado em hotéis que não oferecem benefícios e facilidades à estadia dos visitantes. Por isso, muitas empresas estão modificando o modelo de hospedagem de colaboradores para casas e apartamentos com opções mais atrativas e qualificadas.

Diversos fatores são considerados no momento de escolher a hospedagem de colaboradores em viagens corporativas e isso varia de acordo com o perfil pessoal e com o intuito e o tempo da viagem. Mas o que de fato é unanimidade é que, independentemente de quem vai viajar ou porque vai, todos querem conforto e praticidade – e precisam desses atributos para serem efetivos e produtivos durante a estadia na cidade.

Sendo assim, surge uma nova tendência de hospedagem de colaboradores, a locação de apartamentos. Com preços similares e um conforto sem igual, essa é a opção ideal para executivos e demais profissionais que desejam se hospedar temporariamente em algum local.

O que é mais atrativo nesse tipo de hospedagem é a oportunidade de viver uma experiência única, sobretudo em estadias mais longas, proporcionando mais conforto, aconchego e praticidade à rotina do viajante.

Neste artigo, saiba mais sobre os benefícios dessa modalidade e veja 10 momentos em que os hotéis deixam a desejar para hospedagem de colaboradores. Acompanhe a seguir.

Quando os hotéis deixam a desejar para hospedagem de colaboradores?

Entre as situações mais evidentes, pode-se destacar:

1. Quando a localização não é adequada

Muitas vezes, as empresas optam pelas alternativas mais econômicas para hospedagem de colaboradores. E é nesses casos que, muitas vezes, o barato acaba saindo caro demais. Um hotel mal localizado pode interferir diretamente na produtividade e na motivação do funcionário durante a viagem.

Hotéis distantes de comércios, conveniências, restaurantes e até longe das principais vias de locomoção e de boas opções de transporte prejudicam a viagem e o rendimento do colaborador.

2. Quando o trânsito no entorno do hotel é ruim

Esse fator, muitas vezes, está ligado à má localização do hotel, mas, em outros casos, existe também a possibilidade de a locação estar em um bom local, próximo a diversas opções de comércio e lazer, porém o trânsito da região não colaborar com a proposta de rapidez e agilidade – o que pode comprometer os horários e as atividades do viajante.

3. Quando a segurança do hotel não é boa

Muitos hotéis não possuem cofre e outros recursos de segurança para o hóspede deixar objetos de valor e sair tranquilo para seus compromissos. Com o entra e sai dos visitantes, acaba ficando difícil para ao hotel fazer o controle de quem realmente é hóspede ou não.

4. Quando o hotel não oferece a sensação de conforto e acolhimento

Os hotéis, principalmente aqueles com opções de quartos econômicos, não oferecem o conforto desejado e muito menos a sensação de acolhimento, como ocorre quando o colaborador fica em um apartamento durante o período de viagem.

Ainda, em estadias mais longas, o funcionário pode preferir um prato mais tradicional que lembre de sua comunidade, o que pode ser inviabilizado estando em um hotel – mas não no apartamento que oferece cozinha privativa ou compartilhada.

5. Quando o hotel não disponibiliza opções de lazer

Do quarto para o trabalho, do trabalho para o quarto. Em boa parte das buscas de hospedagem de colaboradores, é levado em conta apenas o preço, sendo assim, dificilmente o hotel oferecerá opções de lazer aos visitantes.

Por sua vez, em apartamentos, por exemplo, é possível contar com salão de jogos, quadras, piscina, academia e outras atividades para que os funcionários também se divirtam durante o tempo livre.

6. Quando o hotel não oferece soluções para otimizar o orçamento da viagem

Para aqueles que desejam economizar e até ter mais qualidade nos hábitos diários, os hotéis podem não ser a melhor opção. Não é possível, por exemplo, lavar as suas próprias roupas e cozinhar. O que acaba saindo muito caro, caso a pessoa fique hospedada por um longo período.

7. Quando há grande variação nos preços praticados pelo hotel

Diante das altas demandas, os hotéis costumam aumentar o preço da estada, no entanto, os apartamentos de aluguel tendem a ter menos flutuações nos preços, o que permite maior precisão no cumprimento do orçamento da viagem.

8. Quando o hotel não disponibiliza soluções emergenciais

Ao contrário dos hotéis, os apartamentos possuem recursos emergenciais para seus hóspedes, tais como forno micro-ondas, ferro de passar roupa, utensílios de cozinha, kit costura e outros equipamentos que podem ser úteis em momentos de emergência.

9. Quando a internet do hotel não é rápida

A internet dos hotéis costuma ser mais lenta, pois os megas são baixos se comparados aos números de hospedes. Para quem viaja a trabalho, esse é um ponto crucial, já que web é utilizada na maior parte do tempo, para realizar tarefas, reuniões e etc.

10. Quando a estadia no hotel é comprometida por muitas interferências

Há momentos, principalmente em horário de trabalho, que não queremos ser incomodados por ninguém e no hotel, muitas vezes, é preciso atender aos telefones da recepção, receber a camareira, tomar café no horário proposto, etc.

Então, dependendo do intuito da viagem e das necessidades do colaborador, vale a pena verificar outras opções de estada que garantem vantagens e mais privacidade aos hóspedes.

E então, viu como nesses momentos os hotéis podem deixam a desejar para hospedagem de colaboradores? Para saber mais sobre como fazer a melhor escolha para a estadia de seus funcionários, confira nosso artigo apresentando os benefícios da boa localização na hospedagem de colaboradores.

Compartilhar

Novidades Vitacon

Assine nossa newsletter e acompanhe nossas notícias sempre em primeira mão:

whatsapp