Como calcular a liquidez dos imóveis de investimento?

6 minutos
|15/10/2019
Como calcular a liquidez dos imóveis de investimento?
Investimento Imobiliário

Uma das tarefas mais desafiadoras no caminho de qualquer investidor é entender como funciona o mundo dos investimentos para poder aplicar o seu conhecimento em negócios bem-sucedidos. Para quem pretende fazer investimentos no mercado imobiliário, compreender conceitos como a liquidez dos imóveis pode ser um pouco difícil, principalmente para investidores iniciantes.

Apesar disso, entender como funciona a liquidez dos imóveis e o quanto ela pode afetar os seus investimentos imobiliários é necessário. É importante levar em consideração este aspecto da sua aplicação, juntamente com todos os outros, para que o planejamento dos seus investimentos seja feito de forma coerente e eficiente. Desta forma, você pode evitar imprevistos e problemas financeiros que, de outro modo, poderiam reduzir a sua lucratividade e até mesmo dar prejuízo para as suas aplicações.

Para isso, explicamos aqui como funciona a liquidez dos investimentos imobiliários e alguns detalhes importantes que você pode não saber ainda. Confira a seguir o que é a liquidez dos imóveis, como ela influencia os seus investimentos imobiliários e de que forma você pode usar este conhecimento para garantir o sucesso dos seus negócios.

O que é a liquidez de um investimento?

É muito comum encontrar a palavra liquidez relacionada a qualquer coisa sobre o mercado de investimentos de todos os tipos. Apesar disso, ela ainda costuma gerar muitas dúvidas por parte dos investidores, que não entendem direito o conceito da palavra no contexto de investimentos. Quando se trata do mercado imobiliário, então, é ainda mais comum a confusão sobre a liquidez dos imóveis.

A liquidez é um conceito que basicamente tenta traduzir a facilidade com que um ativo pode ser convertido em caixa. Em outras palavras, é o quão facilmente você consegue reverter o seu investimento novamente em dinheiro, resgatando a quantia investida em uma aplicação através da transferência dela para outra parte interessada. Isso também pode ser relacionado à velocidade da conversão, pois quanto mais fácil é fazer a reversão do seu investimento em dinheiro, mais rápido você será capaz de ter a sua quantia de volta em moeda.

Assim, quanto maior for a liquidez de um investimento, mais rápido e fácil será para você reverter a sua aplicação em dinheiro novamente, enquanto ativos de liquidez mais baixa costumam demorar mais para que você consiga fazer a conversão. Outra forma comum de ver este termo sendo aplicado é quando dizem que um investimento é muito líquido, quando ele possui liquidez alta, ou pouco líquido, no caso contrário.

Dentro da área do mercado imobiliário, a liquidez tem o mesmo sentido, mas aplicada de forma específica para este ramo de investimento. Assim, a liquidez dos imóveis é simplesmente a maior ou menor facilidade que cada tipo de propriedade tem de ser vendida com rapidez pelo seu proprietário, revertendo o bem novamente em dinheiro.

Qual a importância da liquidez para o investidor?

A liquidez deve ser considerada principalmente no momento de planejamento financeiro do investidor. Todos estamos sujeitos a sofrer imprevistos financeiros e necessitar de dinheiro subitamente. Em casos assim, você pode se ver obrigado a se desfazer de algum investimento para recuperar o dinheiro que está aplicado em um bem.

Contudo, você pode não ser capaz de vender a sua propriedade com a velocidade necessária, fazendo com que você tenha que baixar o preço abaixo do valor de mercado para conseguir vende-la mais rapidamente. Com isso, você sofre prejuízo e perde a lucratividade da sua aplicação.

Este é o chamado risco de liquidez: a necessidade de resgatar o recurso que você tem investido em uma aplicação, e não conseguir fazer a conversão de forma rápida o suficiente. Por isso é tão importante considerar a liquidez dos imóveis antes de realizar o seu investimento imobiliário, sendo que é recomendado sempre incluir uma reserva de dinheiro na hora de fazer o planejamento financeiro das suas aplicações. Desta forma, você garante que será capaz de lidar com percalços que possam vir a ocorrer sem pôr em risco a sua lucratividade ou ter que se desfazer dos seus investimentos.

Como saber a liquidez dos imóveis?

De forma geral, o investimento em imóveis possui liquidez baixa quando comparado a outros tipos de aplicação. Isso se dá principalmente por conta do valor relativamente alto necessário para a compra de uma propriedade imobiliária, o que faz com que exista apenas uma parcela da população que possui poder aquisitivo suficiente para investir neste tipo de bem. No entanto, é necessário considerar também que existem diferentes taxas de liquidez para imóveis distintos.

Na área do investimento imobiliário, a liquidez dos imóveis está intimamente ligada à demanda que existe no mercado por aquele tipo de propriedade. Quanto maior a demanda, mais fácil será vendê-lo, e mais líquido será o seu investimento. No entanto, a liquidez também varia de acordo com características do próprio imóvel. Por exemplo, a tipologia: normalmente apartamentos têm liquidez maior do que casas. Fora isso, aspectos como a localização, qualidade da construção e padrão estético da propriedade também influenciam a sua liquidez, pois quanto melhor a localização e maior a qualidade do imóvel, mais fácil será para ele se destacar no mercado frente a outros similares e atrair a atenção dos interessados.

A ocupação é outro aspecto relevante para a liquidez, pois imóveis ocupados normalmente são menos líquidos que os desocupados. Por fim, o valor de mercado é um dos pontos mais importantes, pois preços menores significam que o imóvel é mais acessível e tem mais compradores potenciais, o que indica que ele possui liquidez mais alta.

O que é o valor de liquidação forçada?

Você já pode ter visto em avaliações imobiliárias uma coisa chamada valor de liquidação forçada. Este valor é fruto de um cálculo feito por especialistas que avaliam a liquidez dos imóveis, considerando para isto todos os critérios citados acima, e analisam o valor de mercado da propriedade em questão. Com isso, eles indicam a redução necessária no preço do imóvel na hipótese de uma venda compulsória, como em casos de financiamento não pagos, ou em prazo menor do que o tempo médio de venda de um imóvel similar no mercado.

Entender como funciona a liquidez dos imóveis de investimento é muito importante para qualquer investidor. Isso permite que você planeje os seus negócios de forma mais segura e evita possíveis imprevistos que poderiam ser prejudiciais para a saúde dos seus investimentos.

Você já sabia como funciona a liquidez do mercado imobiliário? Conhecia a importância de entender a liquidez dos imóveis para os seus investimentos? Se quiser continuar aprendendo mais sobre os investimentos em imóveis, confira nosso infográfico que explica como vender seu imóvel com um bom rendimento.

Compartilhar

Novidades Vitacon

Assine nossa newsletter e acompanhe nossas notícias sempre em primeira mão:

whatsapp