Por que muitas pessoas ainda temem investir em imóveis?

5 minutos
|28/05/2019
Por que muitas pessoas ainda temem investir em imóveis?
Investimento Imobiliário

Temer investir em imóveis é algo comum quando não se conhece bem o mercado imobiliário. Afinal, é natural se ter medo daquilo que se desconhece. No entanto, da mesma forma, ninguém conhece o mercado de imóveis todo de uma vez. O aprendizado é gradual e orgânico, precisando ser sempre atualizado, reflexo da dinamicidade desse segmento.

No artigo de hoje, falaremos um pouco mais sobre o porquê de muitas pessoas ainda temerem investir em imóveis. O que é preciso para que o investidor ou alguém considerando ingressar nessa modalidade possa perder o medo e tomar a decisão certa? Confira a seguir!

1. Medo de fracassar ao investir em imóveis

Esse é um temor comum e todo segmento de trabalho, de modo geral, lida com ele. Afinal, todo setor ou ramo teme o fracasso, independentemente de sua possibilidade ser alta ou não. A insegurança e as armadilhas mentais que fazem com que o profissional se estagne são uma realidade evidente. O medo de fracassar ao investir em imóveis pode ser uma barreira difícil de remover por si só.

Um fator que pode ocorrer, sobretudo com o investidor iniciante, é a insegurança na tomada de decisão. Costumamos ressaltar o lado negativo quando entramos em uma negociação. Externar esses fatores com certeza pode acabar prejudicando sua performance ao investir em imóveis ou mesmo organizar seu investimento em primeiro lugar.

Para que o medo do fracasso diminua, é importante ter uma atitude positiva ao investir em imóveis, baseada em um estudo detalhado do mercado e do empreendimento em questão. Dessa forma, você pode colocar os problemas em uma dimensão mais adequada e possível de se combater e ter mais segurança de que tomou a melhor decisão.

2. Medo de ser enganado em uma negociação

A reputação dos profissionais que atuam no mercado imobiliário pode ser difícil de ser mensurada em um primeiro momento. Por falta de informação e firmeza na atitude de correr atrás desse conhecimento, muitas pessoas temem ser passadas para trás nas negociações.

A solução para esse temor envolve aspectos internos e externos. É possível que, de fato, ao investir em imóveis, você tenha tido alguma experiência negativa com negociadores despreparados, incompetentes ou até mesmo desonestos. Nesse caso, o ideal, ao investir em imóveis, é procurar empresas e parceiros que tenham credibilidade comprovada, uma carteira de clientes satisfeitos e uma boa reputação no mercado.

3. Medo da burocracia ao investir em imóveis

Como já vimos, é comum temer-se aquilo que desconhecemos. E não faltam processos ligados ao investimento que possam ser desconhecidos por muitas pessoas. Landbanking, documentação necessária, processos jurídicos… existem diversos processos burocráticos que, caso não sejam operacionalizados de acordo, podem tomar um tempo precioso de sua negociação.

Dessa forma, ao investir em imóveis, é importante já correr atrás de todas as possibilidades que facilitem a negociação. Compradores de imóveis podem estar interessados em condições de pagamento parcelado e opções de financiamento, por exemplo. Modalidades que tenham maior penetração em determinados perfis de comprador também são bem-vindas, como o aluguel de apartamentos compactos.

4. Medo da flutuação do mercado

Crises e períodos de retração são parte do histórico de mercados em qualquer setor. Há dez anos, o mercado imobiliário global sofreu com a explosão de bolhas entre os maiores players do segmento. Por isso, é comum temer o ato de investir em imóveis quando o mercado parece instável ou estar caminhando para uma nova crise.

Felizmente, o cenário atual já é bastante promissor. Fatores como o controle da taxa Selic e da taxa de juros fazem com que o mercado imobiliário já enxergue opções para desenvolver-se e crescer de forma saudável. O crédito imobiliário também teve um crescimento para 16% este ano. Questões como essas fazem com que a oferta para adquirir imóveis aumente e pessoas sintam-se mais seguras para investir em imóveis, encontrando condições favoráveis para fazerem bons negócios.

5. Medo da situação financeira

Se o mercado externo não é o problema, provavelmente o temor tem origem em uma causa interna. E, infelizmente, é comum que uma situação financeira instável ou fraca gere o medo de se investir em um imóvel.

Essa preocupação é comum ao investir em um imóvel. Nesse caso, é papel de imobiliárias, incorporadoras e parceiros de qualidade acolher esse investidor e oferecer opções que possam fazer com que ele possa operar de forma responsável e condizente com sua realidade financeira. Isso inclui, também, indicações de bancos e produtos que possam mitigar essa situação.

Existem outros temores que você já identificou em pessoas que têm medo de investir em imóveis? Quais são os medos que você já teve de enfrentar em uma negociação?

Compartilhe sua experiência com a gente nos comentários e lembre-se: para acabar com seus medos, nada melhor do que informação! Então, confira nosso infográfico com mitos e verdades sobre esse segmento. Até a próxima!

Compartilhar

Novidades Vitacon

Assine nossa newsletter e acompanhe nossas notícias sempre em primeira mão:

whatsapp