Não esqueça do risco político nos seus investimentos imobiliários

5 minutos
|09/04/2020
Não esqueça do risco político nos seus investimentos imobiliários
Investimento Imobiliário

Todo investidor sabe que o mundo dos investimentos é guiado por uma infinidade de variáveis diferentes, que podem fazer o mercado oscilar da noite para o dia e transformar completamente o cenário de negócios no país e no mundo. Com os investimentos imobiliários, isso não é diferente: seja por movimentos na economia, mudanças de demanda ou modificações urbanas, entre muitos outros exemplos, são vários os aspectos que podem influenciar na valorização ou desvalorização de um imóvel.

Ao fazer os seus investimentos imobiliários, o investidor já está acostumado a considerar diversos riscos antes de tomar a decisão final para os seus negócios. Afinal, sempre se analisa se os imóveis têm boa localização, estão em boas condições, possuem atrativos para os consumidores, e se o custo de investimento é compensado pelo retorno, por exemplo.

No entanto, um risco muito pouco considerado nos investimentos imobiliários é o chamado risco político. Embora muitas vezes esquecido, o risco político tem o potencial de impactar profundamente no mercado de imóveis e, apesar de ser complexo por natureza, existem algumas estratégias que você pode adotar para proteger seus negócios sem dificuldade.

Veja a seguir o que é o risco político, como ele pode influenciar os investimentos imobiliários e de que forma você pode proteger os seus negócios dos seus possíveis impactos negativos.

O que é o risco político?

É chamado risco político o potencial que acontecimentos e ações políticas têm de influenciar ou impactar o mercado e a situação da economia. Neste quadro, podemos incluir uma grande variedade de fenômenos e mudanças que podem ocorrer no país ou mesmo no mundo, como instabilidades sociais, guerras, revoluções, transformações demográficas, modificações na legislação, entre muitos outros exemplos possíveis.

Por englobar um enorme número de variáveis e estar sujeito a muitos critérios diferentes, o principal problema do risco político é sua complexidade. Por ser muito difícil de prever ou quantificar, é muito complicado ponderar sua significância em uma aplicação, o que faz com que normalmente seja deixado de fora das considerações dos investidores e de muitos outros agentes do mercado. No entanto, é importante saber que ele existe e estar atento às consequências que ele pode ter nos seus investimentos imobiliários.

Como o risco político influencia os investimentos imobiliários?

O risco político costuma estar ligado a vários outros tipos de riscos que podem ser mais facilmente compreendidos. Por exemplo, o risco político pode afetar diretamente o valor da moeda, gerar grandes movimentos de pessoas, valorizar ou desvalorizar profundamente áreas ou cidades específicas, ou alterar o poder de aquisição da população em geral. Tudo isso impacta profundamente o mercado de imóveis, seja de forma local ou o país inteiro de uma só vez. Assim, é importante estar consciente destes processos para entender a situação do cenário atual e do seu potencial de desenvolvimento futuro.

Como proteger os investimentos em imóveis do risco político?

O risco político também pode se referir a instabilidades governamentais e outros problemas locais, se restringindo a estados, cidades ou até mesmo bairros. Uma estratégia para proteger os seus negócios é evitar fazer investimentos imobiliários em áreas que possuem disputas legais, questões de utilização ou desenvolvimento ainda incertas, ou histórico de problemas recorrentes no entorno.

Neste sentido, você também pode monitorar os seus investimentos e se desfazer de imóveis que estão em áreas que podem vir a desvalorizar ou ter outras quedas de rentabilidade por questões políticas, agindo de forma preventiva para evitar ter prejuízo e investindo em negócios mais seguros. No entanto, a forma mais indicada de evitar problemas nos investimentos imobiliários por conta do risco político é a diversificação da carteira.

Como é praticamente impossível realizar um investimento que não possui nenhum risco político envolvido, montar uma carteira variada é uma ótima maneira de diminuir a probabilidade de que um risco político tenha grande impacto nos seus negócios. Com investimentos imobiliários diversos, os riscos a que eles se relacionam também tendem a ser diferentes, o que aumenta a segurança de que uma potencial mudança ou acontecimento prejudicial não irá afetar parte significativa das suas aplicações.

Por fim, muitas empresas contratam o serviço de profissionais com conhecimento profundo do país ou da região em que se situam, para que atuem como “consultores de risco político”. No entanto, este é um campo complexo, então encontrar este tipo de ajuda pode ser um tanto difícil e oneroso.

E você, já tem o costume de considerar o risco político nos seus investimentos imobiliários? Para mais conteúdos voltados ao crescimento de investidores, conheça a Vitacon. Acompanhe o blog e visite nosso site para conferir as oportunidades de investimento mais recentes com os nossos lançamentos de empreendimentos inovadores no coração de São Paulo, feitos por quem entende do assunto. Venha investir com a gente!

Compartilhar

Novidades Vitacon

Assine nossa newsletter e acompanhe nossas notícias sempre em primeira mão:

whatsapp