Imóvel compacto rende menos do que um grande?

5 minutos
|02/08/2019
Imóvel compacto rende menos do que um grande?
Investimento Imobiliário

O estilo de vida e as atuais prioridades da população ditam os novos rumos dos negócios e dos mercados. E com o ramo imobiliário isso não é diferente: o jeito de viver acaba influenciando também a preferência por determinados tipos de imóveis. O que já não é mais apenas uma tendência e sim um fato consolidado é a crescente busca por imóvel compacto.

Práticos e, em boa parte das vezes, bem localizados, eles se transformaram no objeto de desejo de públicos completamente diferentes – tais como estudantes, profissionais liberais, funcionários em viagem a trabalho, entre outros. E, por isso, esse tipo de empreendimento tem sido a aposta de diversos perfis de investidores para otimizar seus lucros e diversificar sua carteira de investimentos.

Se você ainda não conhece bem as vantagens do imóvel compacto e tem dúvidas se ele lhe renderá menos do que um de maior metragem, confira o conteúdo a seguir!

Imóvel compacto: uma oportunidade de investimento qualificada

De acordo com informações do Secovi-SP, apartamentos com apenas um dormitório levam entre 15 e 22 dias para serem alugados, enquanto os de dois quartos levam até 24 dias. Já os imóveis maiores, levam muito mais do que um mês para encontrar um novo inquilino.

Quando o assunto é a compra de propriedades, as mais compactas também têm sido a preferência. Nos últimos anos, a venda de apartamentos enxutos mais do que duplicou. Isso explica o porquê de os apartamentos compactos serem quase metade dos lançamentos de São Paulo.  Dentre o universo das unidades vendidas, os imóveis compactos representam 36,8% do total.

E, nesse contexto, os apartamentos com menos de 45 m² são os carros-chefes. Os imóveis com 10, 14 e 15 metros quadrados vêm ganhando cada vez mais popularidade. A praticidade e a localização privilegiada, seja em regiões centrais ou comerciais, são diferenciais que tornam esses imóveis facilmente comercializados e por preços que garantem ao investidor alto retorno e rentabilidade.

Seja para moradia fixa, para atender ao segmento empresarial ou como alternativa mais qualificada e econômica ao hotel, durante viagens longas ou rotineiras, os imóveis compactos são alvo dos mais diversos públicos, o que gera uma taxa de vacância realmente baixa para o imóvel.

Imóvel compacto em cidades grandes

As necessidades de consumo mudaram, principalmente para aqueles que optam por viver em grandes metrópoles – como é o caso de São Paulo. O carro já não é sempre a primeira opção de transporte, imóveis perto de lugares mais agitados e repletos de comércio são preferências, apartamentos tomaram o lugar das casas, as grandes construções deram espaço às compactas e, assim, tudo vai ficando mais descomplicado e vantajoso para estimular a qualidade de vida e a otimização do tempo de quem vive nesses grandes centros urbanos.

Pode acreditar, quanto mais urbanizada for uma cidade, maior será a procura por habitações em áreas centrais e cheias de facilidades. O objetivo é a busca por melhor mobilidade e uma vida econômica, segura e mais prática.

A comodidade de ter comércio e serviços nas proximidades da residência, de escapar do trânsito cada vez mais intenso, de morar e viver bem – e sem gastar mais para isso – de ter facilidade de limpeza e na decoração são alguns dos pontos que atraem os moradores de grandes cidades para apartamentos de menor metragem.

Como as unidades são compactas, o prédio no qual estão localizados esses apartamentos possuem mais áreas de lazer e de convivência. Dessa forma, é bastante comum encontrar condomínios com academia, lavanderia, salas de coworking, espaço gourmet, cinebar, entre outros.

A crescente procura pelos imóveis compactos

Entre os perfis que mais buscam por apartamentos compactos, podemos destacar:

Jovens profissionais e pessoas bem-sucedidas em sua carreira

As pessoas que estão em fases de priorizar a carreira profissional costumam dar preferência por diminuir o tempo de locomoção até o trabalho, além de buscarem otimizar o seu tempo com tarefas domésticas. Desse modo, muitas optam por um apartamento compacto não para ser sua moradia principal, mas como uma espécie de base avançada para os dias contínuos de trabalho.

Recém-casados

Muitos casais optam por residências menores como a primeira opção de imóvel a ser adquirido. Além de economizar na compra ou no aluguel, a localização privilegiada é um diferencial competitivo, bem como as opções de lazer oferecidas pelo condomínio.

Terceira idade

Um novo público interessado nesse tipo de imóvel são as pessoas mais maduras que buscam conforto, independência e praticidade acima de tudo. Perto de comércios, com elevador, acessibilidade, compactos e fáceis de organizar, esse tipo de empreendimento é a solução ideal para o público da terceira idade.

Se você investir em um imóvel compacto, tenha a ciência de que oportunidades de negócio não vão faltar já que o novo estilo de vida do brasileiro segue a tendência da praticidade, o que é um match perfeito com os apartamentos mais enxutos.

Portanto, como vimos, esse tipo de empreendimento possui alta demanda, boa lucratividade e grandes atrativos no mercado o que faz com que ele renda, muitas vezes, mais do que os apartamentos maiores.

E então, o que você achou da ideia de investir em um imóvel compacto? Para saber mais sobre o retorno desse tipo de investimento, confira nosso artigo explicando o que define o lucro de uma operação imobiliária.

Compartilhar

Novidades Vitacon

Assine nossa newsletter e acompanhe nossas notícias sempre em primeira mão:

whatsapp