8 dicas para otimizar espaços no apartamento coliving

5 minutos
|15/12/2019
8 dicas para otimizar espaços no apartamento coliving
Decoração

Atualmente, uma das grandes tendências em termos de moradia são os ambientes compartilhados, que propiciam otimização de espaço e estimulam a troca de experiências. Neste conceito, então, surge o apartamento coliving – imóvel desenvolvido com a proposta de disponibilizar espaços comuns para uso entre os seus moradores. A ideia é muito bacana e promete revolucionar o mercado!

Mas, ao pensar nesse tipo de proposta, muitos se questionam sobre o conforto de morar nesses prédios, já que o apartamento coliving, normalmente, é mais compacto. A boa notícia é que, apesar de contar com áreas privativas menores, eles podem ser pensados de forma estratégica para garantir bem-estar, aconchego e praticidade. Quer saber como?

Neste artigo, confira dicas para otimizar espaços no apartamento coliving e deixá-lo perfeito para morar!

1. Móveis multifuncionais são perfeitos para o apartamento coliving

Os móveis multifuncionais são o que há de mais estratégico no mercado para otimização de espaços. Eles podem ser adaptados para mil e uma utilidades, sem roubar espaço no seu apartamento.

O mais interessante é que esses móveis, geralmente, são desenvolvidos de forma versátil, com design bastante moderno, ajudando, ainda, na decoração geral! Pufes com baú, mesinhas, estantes acopladas, sofás-cama e bancos com abertura são alguns bons exemplos dessa ideia.

E vale lembrar que esses móveis podem ser combinados de forma inteligente, misturando ideias e desenhando novos ambientes – ou seja, você pode criar uma “sala varanda” ou um “escritório quarto” tranquilamente!

2. Cozinha americana

cozinha americana é uma grande tendência dos projetos de decoração – e isso não é de hoje! Além de ser uma solução moderna, representa essa necessidade de otimização de espaços.

Com a cozinha americana, quebra-se o conceito de ambiente fechado, integrando cozinha e sala em um mesmo espaço. As vantagens dessa ideia não param por aí, afinal, ela também ajuda a estimular a convivência. Apostar em uma cozinha americana, de design bem trabalhado e funcional tem tudo a ver com a proposta do apartamento coliving!

3. Espelhos

Os espelhos já são uma parte muito importante da decoração, considerando seu papel ornamental nos espaços. Ainda assim, vale ressaltar que eles também auxiliam na questão de amplitude dos ambientes.

O uso de espelhos é bastante recomendado para ambientes pequenos, aumentando os espaços visualmente e os tornando mais aconchegantes.

4. Móveis sob medida

Os móveis sob medida são grandes aliados dos ambientes mais compactos ou daqueles mal distribuídos. Isso porque eles possibilitam melhor aproveitamento dos espaços, bem como uma personalização mais eficaz (nada como unir o útil ao agradável, não é mesmo?).

Com esse tipo de projeto, é possível criar mais espaços de armazenamento nos armários e nas estantes ou camas e bancos com proposta multifuncional, por exemplo. A partir dos móveis sob medida, você atende a todas as necessidades do seu apartamento de forma muito estilosa e prática: com certeza é um investimento que vale a pena!

5. Opções retráteis

Hoje em dia, o mercado está repleto de opções que acompanham este novo conceito de moradia e, dentre elas, se destacam os chamados mobiliários retráteis: uma inovação prática, que ajuda a otimizar espaços e a garantir conforto para as atividades diárias.

Camas, mesas e até estantes podem se enquadrar nessa proposta, deixando o apartamento muito mais conveniente para seus objetivos. Assim, você ganha em espaço, mas sem perder em conforto.

6. Organizadores

Um ambiente organizado é meio caminho andado para a otimização de espaços. Quando tudo está no seu lugar, na devida ordem, é muito mais fácil perceber o conforto e a praticidade dos apartamentos coliving.

Por isso, uma das importantes ações para os moradores desse tipo de empreendimento é o investimento em organizadores e em práticas de arrumação. Móveis ou outras alternativas (divisórias, nichos, baús) que ajudem na manutenção dos cômodos podem transformar a imagem do apartamento.

7. Ambientes integrados

A concepção de ambientes integrados é um sucesso e compreende diversas vantagens no âmbito projetual. Isso porque essa logística facilita (e muito!) na questão de dimensão dos imóveis.

As paredes e/ou divisórias acabam ocupando muito espaço – ou seja, o que poderia ser aproveitado de forma inteligente, se torna inutilizado. Unir os ambientes, então, gera uma perspectiva de amplitude mais eficiente. Nos apartamentos coliving, a integração deve ser palavra de ordem, transformando o local em sinônimo de praticidade e aconchego.

8. Cores claras

O conceito de cores claras está relacionado ao do uso de espelhos, já que diz respeito à impressão de amplitude do espaço. Adotar cores claras, tanto nas paredes quanto nos móveis e estofados, é uma alternativa bastante eficaz para otimizar espaço e promover claridade.

Enquanto a cor escura dá a impressão de um ambiente menor, as mais leves – além de representar bem-estar – alegram o espaço e o deixam mais iluminado, consequentemente, trazendo a sensação de grandeza.

O apartamento coliving é uma tendência que veio pra ficar, especialmente quando são consideradas as novas exigências e necessidades da sociedade. E é pensando a partir desse contexto que se torna necessário buscar alternativas que facilitem as rotinas e que deixem esses espaços compactos mais práticos e aconchegantes.

Adaptar-se a essa realidade não é difícil: com um projeto adequado e móveis e/ou objetos utilitários, é possível otimizar espaços, tornando-os mais versáteis, confortáveis e personalizados.

E então, o que você achou de nossas dicas? Tem alguma outra recomendação para otimizar espaços no apartamento coliving? Deixe sua mensagem nos comentários e até a próxima.

Compartilhar

Novidades Vitacon

Assine nossa newsletter e acompanhe nossas notícias sempre em primeira mão:

whatsapp