5 razões para você não deixar um imóvel parado

6 minutos
|14/03/2019
5 razões para você não deixar um imóvel parado
Arquitetura

Ficar com imóvel parado pode ser o pior pesadelo dos investidores. A pausa no recebimento da renda mensal e os custos gerados pela falta de inquilino tendem gerar um rombo no orçamento de qualquer proprietário.

Apesar disso, é comum encontrar imóveis que se mantêm em vacância por longos períodos. Em muitos casos, isso ocorre por problemas de administração por parte dos proprietários, que involuntariamente prejudicam seus próprios negócios por falta de planejamento das suas aplicações.

Apesar disso, com um pouco de organização e planejamento, é simples evitar ter imóvel parado e tirar melhor proveito do seu investimento imobiliário.

Confira, a seguir, 5 razões para você não deixar um imóvel parado e entenda como tomar as melhores decisões para garantir o sucesso do seu negócio.

Por que não deixar um imóvel parado?

1. Perda de rendimento da aplicação

É comum encontrar investidores que não se preocupam em locar o imóvel porque têm como principal objetivo a venda após um tempo de valorização. No entanto, com um imóvel parado, você está literalmente deixando de ganhar dinheiro – que poderia aumentar a sua margem de lucro após a finalização do investimento. Assim, como regra geral, sempre vale a pena locar a sua propriedade.

2. Aumento no tempo de retorno do investimento

Ao deixar o seu imóvel parado, a rentabilidade para aquele período será nula – podendo até mesmo ter custos para manter o seu imóvel sem inquilino. No entanto, isso não significa apenas que você terá um período de abstenção no recebimento do retorno da sua aplicação. Esta lacuna irá estender o tempo de retorno da sua aplicação, sendo que estes meses de imóvel parado deverão ser compensados para que o valor recebido no aluguel compense o custo de investimento inicial – adicionados, ainda, os gastos existentes neste período.

3. Redução do valor do aluguel

Uma das dúvidas mais comuns dos proprietários, e que é uma das principais justificativas para manter o seu imóvel parado, é sobre aceitar diminuir o valor do aluguel. Afinal, vale a pena negar propostas de clientes para manter o seu valor de locação, ou é melhor aceitar um aluguel mais baixo para locar o imóvel logo?

A resposta é: depende. Você deve analisar o caso específico do seu imóvel e, principalmente, colocar na ponta do lápis qual a real diferença desta alteração no valor do aluguel. Por exemplo, se você tem um imóvel e está pedindo um aluguel de R$1500 por mês, mas o seu cliente quer diminuir o valor para R$1350, o quanto você vai perder com isso? Em um contrato anual, a resposta seria R$1800 – o que dá pouco mais que o valor de um aluguel.

No entanto, você pode não conseguir locar neste próximo mês. No caso de ter este imóvel parado há mais tempo, então, as garantias de locação são ainda menores. Ao longo prazo, pode valer mais a pena garantir estes meses de locação do que apostar em um aluguel que atenda à sua expectativa inicial. Para contratos mais longos, a análise é a mesma – embora a diferença final seja maior, não se esqueça dos ajustes de valores ao longo dos anos.

4. Custos adicionais com o imóvel parado

Ficar com o imóvel parado não significa apenas menos dinheiro entrando para o investidor, mas também é sinônimo de dinheiro saindo. Quando a propriedade está locada, o inquilino é o responsável por pagar as contas do condomínio, uma vez que quem está consumindo os recursos e usufruindo os serviços é ele, assim como fica a seu cargo o pagamento do IPTU anualmente. As manutenções para conservação do imóvel também costumam ser de sua responsabilidade.

Com o imóvel parado, todas estas contas vão para as mãos do proprietário, que deve, então, desembolsar estas quantias para manter o seu imóvel em dia. Para um investidor, estes custos são encarados como um prejuízo.

5. Perda de boas oportunidades

Com a rotina corrida da vida moderna, é comum que os investidores não consigam conciliar todas as suas responsabilidades de trabalho, família e lazer com os seus negócios imobiliários, que, como consequência, são deixados em segundo plano por conta das outras ocupações.

No entanto, existem empresas que oferecem estes serviços, e que necessitam de diferentes graus de envolvimento por parte do proprietário. As imobiliárias e corretores podem administrar todo o processo de apresentação do imóvel para a sua carteira de clientes, organizar a documentação para locação, gerir o pagamento do condomínio e outros custos da propriedade e se responsabilizar pela comunicação com o cliente. Isto facilita o trabalho de manter o imóvel locado e não exige tempo do investidor para manter a sua aplicação.

A Vitacon oferece serviços de administração dos imóveis para os seus investidores: nosso time se encarrega de maximizar o rendimento do seu imóvel, gerindo o processo de locação e manutenção com eficiência para que você tire o maior proveito possível do seu investimento – evitando ficar com o imóvel parado e sem render.

Desta forma, você pode acompanhar o seu investimento à distância e sem preocupações, recebendo os aluguéis diretamente na sua conta e agendando todos os seus atendimentos com a equipe de acordo com a frequência e o horário que desejar.

Estar com o imóvel parado é uma péssima notícia para o investidor, que acaba acumulando gastos e deixando de receber retorno com o seu investimento. Com os serviços de locação que facilitam a administração do seu imóvel e garantem eficiência no atendimento e rentabilidade para o seu negócio, não há motivo para que você fique com o seu imóvel parado.

Gostou do artigo e quer saber mais sobre o mundo do investimento imobiliário? Veja a seguir o nosso próximo post que desvenda o que os inquilinos buscam ao escolher um imóvel para alugar, e continue descobrindo como lucrar investindo em imóveis de forma eficiente e rentável.

Compartilhar

Novidades Vitacon

Assine nossa newsletter e acompanhe nossas notícias sempre em primeira mão:

whatsapp