Quais os diferenciais da estrutura de um prédio coliving?

6 minutos
|04/07/2019
Quais os diferenciais da estrutura de um prédio coliving?
A Vitacon

O prédio coliving é a nova tendência que vem conquistando espaço e movimentando o mercado imobiliário. Este tipo de empreendimento se baseia no conceito de coliving e economia colaborativa, que busca apresentar um novo modelo de vida que contrapõe os hábitos consumistas da vida moderna. Assim, é uma ideia que vai de encontro a uma forma de vida mais sustentável, enquanto procura manter todo o conforto que morar na cidade oferece.

Mas, na prática, o que é um prédio coliving? Quais os diferenciais deste tipo de empreendimento? A estrutura do prédio coliving é diferente dos prédios convencionais? Todas essas são perguntas que qualquer investidor atento deve estar se fazendo agora. Afinal, é importante conhecer as novas tendências do mercado para estar sempre atualizado e aproveitar as melhores oportunidades de investimento que aparecem, não é mesmo?

Na verdade, o conceito é bem simples, e parte da premissa que vários equipamentos e serviços podem ser utilizados por mais de uma família de forma satisfatória e sustentável. Confira a seguir quais os diferenciais do prédio coliving e entenda por que ele está revolucionando o mercado imobiliário – sendo uma ótima oportunidade de negócio para os investidores ligados.

O conceito do prédio coliving

O prédio coliving segue um conceito de colaboração entre os moradores, compartilhamento de ambientes para otimização do espaço e sustentabilidade do modo de vida urbano moderno. Assim, ele propõe que várias áreas e equipamentos que normalmente são incorporados às unidades individuais de moradia possam ser utilizadas de forma conjunta entre os habitantes do prédio, retirando estes espaços dos apartamentos e criando ambientes compartilhados feitos para satisfazer as necessidades dos moradores.

O projeto dos apartamentos

Os apartamentos de um prédio coliving são diferentes de um apartamento convencional em vários aspectos. Primeiramente, a área do apartamento de um prédio coliving é bastante reduzida se comparada a um apartamento tradicional, por possuir menos ambientes. Dessa forma, são retirados espaços que são atendidos de forma coletiva em ambientes compartilhados e a área restante é mais bem aproveitada para ser apenas os locais mais íntimos da residência.

Outra característica é o projeto otimizado da área do apartamento, que é realizado de forma a potencializar o uso dos ambientes e prover para o morador tudo que ele precisa em uma moradia com alto padrão de qualidade de vida.

As áreas compartilhadas

As áreas compartilhadas de um prédio coliving são pensadas de forma a atender da melhor forma as necessidades dos moradores. Assim, são equipadas com máquinas e ferramentas de alta qualidade e eficiência, facilitando a realização de tarefas diárias dos habitantes e aumentando o conforto e qualidade de vida. Os ambientes colaborativos podem ser muitos, dependendo do conceito de cada empreendimento em particular.

É comum encontrar em um prédio coliving áreas compartilhadas para trabalho e encontros de negócios, chamadas salas de coworking, cozinhas, lavanderias, lobbys, e cinebares entre outros espaços pensados para propiciar ambientes e serviços de qualidade para os moradores.

Os benefícios e facilidades

O prédio coliving costuma ter vários benefícios para os habitantes, como a economia nos gastos e a provisão de espaços de qualidade para todas as necessidades que eles possuem de um local de habitação. Estes empreendimentos também podem oferecer outros serviços pay per use, como o aluguel de bicicletas e carros, que estão à disposição dos moradores e são pagos por utilização, ou uma sala de ferramentas compartilhadas, equipada com vários objetos de uso comum para pequenos reparos e reformas.

A qualidade dos serviços e espaços

Como o prédio coliving é pensado para atender da melhor forma os seus moradores, todos os ambientes são projetados para serem espaços de grande qualidade e com equipamentos de ponta. Assim, costumam oferecer facilidades e conforto superior ao que um apartamento convencional é capaz de prover para o seu usuário.

A preocupação com a sustentabilidade

A preocupação que o prédio coliving tem com a sustentabilidade é um dos seus pontos mais interessantes. Compartilhar os ambientes e equipamentos ajuda bastante na diminuição do consumo de bens, que têm a sua capacidade subutilizada nas unidades individuais de habitação. Utilizar estas máquinas e serviços de forma conjunta também ajuda na redução do desperdício de energia e recursos, auxiliando na proposta de oferecer uma forma de vida mais sustentável sem deixar o conforto de lado.

A economia de recursos

Um dos diferenciais que mais têm atraído a atenção de interessados no conceito do prédio coliving é a economia que ele oferece aos seus usuários. Vários dos serviços compartilhados oferecidos pelos empreendimentos são pay per use, de forma de cada pessoa é responsável por pagar apenas os recursos que usufruir, sendo que é paga uma taxa por utilização. Assim, os custos são reduzidos e justos, pois cada morador pode controlar o quanto utiliza cada serviço.

A economia também existe graças ao próprio conceito de compartilhamento, pois evita que cada habitante precise comprar um equipamento de cada para utilizar na sua unidade de moradia, além de arcar com a limpeza e manutenção deles sozinho. Como os utilitários são de uso comum, as despesas de limpeza e preservação dos equipamentos também são diluídas entre todos os moradores.

Como os apartamentos são de tamanho reduzido, os custos relacionados ao imóvel também são inferiores. De forma geral, o conceito do coliving procura estimular o consumo consciente por parte dos habitantes e reduzir ao máximo o desperdício de recursos para a moradia urbana, o que reduz gastos com o mal aproveitamento da energia e dos materiais.

O conceito de coliving vem revolucionando o modelo de vida convencional da sociedade moderna, apresentando alternativas mais sustentáveis de viver sem perder a qualidade de vida e o conforto de habitar na cidade. Para os investidores atentos, investir em um prédio coliving pode ser uma ótima forma de sair na frente e aplicar o seu dinheiro em uma tendência que já está movimentando o mercado imobiliário.

Você já conhecia o conceito de coliving? O que achou da estrutura e funcionamento de um prédio coliving? Conte pra gente o que achou dessa nova tendência e deixe suas dúvidas nos comentários abaixo!

Compartilhar

Novidades Vitacon

Assine nossa newsletter e acompanhe nossas notícias sempre em primeira mão:

whatsapp