Quantas horas por dia você tem de produtividade no trabalho?

6 minutos
|09/08/2019
Quantas horas por dia você tem de produtividade no trabalho?
Millennial Trends

Um dia completo tem as mesmas 24 horas para todos, e o tempo também passa na mesma velocidade para você e seu colega de trabalho. Então, por que algumas pessoas têm a sensação de que o dia não rendeu nada enquanto outras foram muito mais produtivas? O modo como os indivíduos organizam suas tarefas e otimizam o seu tempo para executá-las está diretamente ligado à produtividade no trabalho individual.

Entende-se como produtividade a capacidade de produzir algo ou apresentar algum resultado em determinado tempo. De acordo com o Dicionário da Língua Portuguesa, trata-se da eficiência na produção de algo, isso é, do rendimento ou da relação entre uma determinada quantidade produzida e o(s) fatores(es) necessário(s) para a obter.

Neste artigo, saiba mais sobre a produtividade e como identificar seus períodos mais produtivos, otimizando-os. Acompanhe a seguir.

Produtividade no Brasil e no mundo

Quando o assunto é produtividade, em termos gerais, o Brasil deixa a desejar. Um estudo realizado pela FGV mostra que o país ocupa a 50ª posição em um ranking com 68 economias do mundo.

Uma empresa de softwares dos EUA, que questionou os próprios funcionários sobre horas de trabalho e produtividade, descobriu que eles passam, no máximo, 39% do expediente trabalhando de fato. O restante do tempo, 61%, é destinado a outras tarefas, como reuniões, checagem de e-mails, tarefas administrativas, passatempos como redes sociais, etc.

Outro dado alarmante é que estima-se que uma empresa média perca <u>25% de sua capacidade produtiva</u> em razão de ações burocráticas geradas pela própria organização.

Dados como esses demonstram a importância da boa gestão do tempo e do conhecimento de como estamos empregando diariamente esse ativo tão valioso – e esse é um dos motivos que têm levado profissionais e empresas a aderirem ao trabalho home office.

Esse modelo de trabalho não é pautado por número de horas trabalhadas e por “bater o cartão”, mas por critérios de produtividade. Nele, os profissionais normalmente têm flexibilidade em seu horário de trabalho, podendo escolhê-lo conforme os momentos do dia nos quais são mais produtivos.

A produtividade no trabalho e os ciclos ultradianos

Cada um de nós tem uma espécie de “relógio” que determina nossas ações durante as 24 horas do dia. Ainda que os horários sejam diferentes de acordo com cada um, o ciclo é universal.

Os períodos de produtividade duram, em média, de 90 a 120 minutos, conhecidos como “ciclos ultradianos”. O começo desse ciclo é o momento no qual o indivíduo tem o seu cérebro mais energizado e focado. Aos poucos, a energia passa a diminuir e, ao final, simplesmente a efetividade não será a mesma.

Segundo um estudo divulgado pela BBC, diversos padrões de produtividade no trabalho ao longo do dia foram identificados. Muitos consideram as 11 horas da manhã como o ápice da produtividade diária. Contrapondo isso, o período de menor energia é geralmente registrado entre 14 e 15 horas. Além disso, os dados revelam que segunda-feira é amplamente reconhecida como o dia mais produtivo da semana. Curiosamente, o outono é apontado como uma das estações mais produtivas com base nos dados coletados. Esses insights podem orientar estratégias para maximizar a eficiência em diferentes momentos do dia e da semana.

Como identificar quais são os seus ciclos ultradianos e elevar sua produtividade no trabalho?

Um ritmo ultradiano é um período recorrente ou um ciclo repetido através de um dia de 24 horas. Para identificar o seu e detectar quando sua produtividade está mais em alta, veja as dicas a seguir.

1. Faça anotações sobre o seu dia

Em intervalos entre uma ou duas horas, anote quais foram as tarefas que você cumpriu. Com o passar dos dias, você começará a ver um padrão se desenvolvendo de quando o seu foco, sua energia e seu entusiasmo parecem estar maiores ou menores.

Assim, será mais fácil identificar em quais horários você é mais produtivo, e, com essa informação, priorizar as tarefas mais importantes dentro desse tempo.

2. Trabalhe em cima de seus dados, estabelecendo uma rotina

Trabalhe em cima de seus dados, estabelecendo uma rotina eficiente para otimizar a produtividade. Identifique os períodos do dia nos quais você é mais produtivo e crie blocos ininterruptos de trabalho, seguidos por intervalos estratégicos.

Por exemplo, treine a sua mente para se concentrar em uma tarefa específica por 90 minutos e, ao término desse período, faça uma pausa de aproximadamente 15/20 minutos para recarregar energia. Utilize esse tempo para tomar um café, hidratar-se, fazer uma breve pausa para relaxamento ou mesmo respirar tranquilamente.

Após a pausa, retome a execução da sua tarefa principal. Quando sentir a fadiga da mesma atividade, faça outra pausa para realizar ações menos intensivas, como responder e-mails ou participar de reuniões. Finalize o dia ou expediente com um ciclo de produtividade um pouco menor, aproximadamente 60 minutos, para encerrar suas atividades de maneira eficaz.

3. Prepare tudo para o pico de sua produtividade

Quando detectar qual é o seu momento mais produtivo do dia, é importante que você não perca o foco. Liberte o seu ambiente de interrupções externas e distrações desnecessárias, como celular, televisão, conversas paralelas, reuniões fora de hora, etc.

4. Respeite o seu ciclo

Apesar de boa parte das pessoas ser mais produtiva às 11 horas da manhã, talvez você não se encaixe nessa estatística. Respeite o seu ritmo, tem gente que trabalha melhor no final do dia, por exemplo, e isso, com organização, não deve ser um problema.

5. Saiba que ser sempre multitarefas para ser produtivo é uma ilusão

Aquela ideia de fazer mil coisas ao mesmo tempo para o dia render mais está longe de ser a ideal. Isso porque, ao mudar de uma tarefa para outra, você começa várias coisas juntas, mas demora mais tempo para finalizá-las.

É impossível prestar a mesma atenção e dar a mesma importância para trabalhos executados ao mesmo tempo. Assim, sua produtividade no trabalho tende a diminuir – e sua eficiência também.

Compartilhar

Novidades Vitacon

Assine nossa newsletter e acompanhe nossas notícias sempre em primeira mão:

whatsapp