Você conhece qual a garantia dos investimentos?

4 minutos
|18/04/2019
Você conhece qual a garantia dos investimentos?
Investimento Imobiliário

Quando se trata de gerenciar o risco e a segurança de investimentos, qualquer garantia aumenta a confiança do investidor, que precisa disponibilizar uma grande quantia de dinheiro, geralmente pensando no longo prazo, para ter um retorno satisfatório.

Por isso, neste artigo, você irá conhecer as principais garantias utilizadas no mercado imobiliário. Tire suas dúvidas a seguir.

Garantia dos investimentos: as 3 principais do mercado imobiliário

1. Alienação fiduciária

Também conhecida como “alienação em garantia” é um método comum no Brasil para transferir bens mediante pagamento de uma dívida. A prática foi criada para substituir as burocráticas hipotecas nas operações com bens em garantia.

Nesse caso, o imóvel continua com o comprador, mas a propriedade fica no nome da instituição financeira até que a quitação total do débito seja efetivada. Em situação de descumprimento do pagamento das parcelas, o bem é tomado do devedor pelo credor. Dessa forma, é possível financiar um imóvel com mais facilidade e com juros baixos.

Essa garantia dos investimentos também é utilizada quando alguém comprou um imóvel e não conseguiu honrar as parcelas. Assim, a propriedade do bem (e da dívida) é transferida para um novo comprador, desde que ele reembolse parcial ou integralmente os valores pagos inicialmente pelo antigo comprador.

2. Fundo Garantidor de Crédito (FGC)

O Fundo Garantidor de Crédito (FGC) pode ser visto como uma espécie de seguro do investidor. Criado em 1995, ele tem a finalidade de proporcionar garantia dos investimentos e dar mais segurança para quem aplica seu dinheiro em alguma instituição financeira.

Assim, caso você tenha investido em letras imobiliárias, hipotecárias e de crédito imobiliário e o banco venha a quebrar, é o Fundo Garantidor de Crédito que vai pagar a conta.

Vale ressaltar que esse dinheiro é proveniente das próprias instituições financeiras. Todo mês, essas instituições pagam um valor para manter esse fundo. Desse modo, quando um banco sofre alguma intervenção, liquidação ou entra em falência, seus clientes não vão perder o capital investido.

Desde 2017, a cobertura do fundo é limitada a um volume global de R$ 1 milhão por CPF, com a cobertura de R$ 250 mil por emissor. Sendo assim, é possível construir um bom patrimônio, tendo a garantia do retorno de todo o seu dinheiro e da rentabilidade de sua iniciativa para sua carteira de investimentos.

3. Índice de Valores de Garantia de Imóveis Residenciais Financiados (IVG-R)

O chamado Índice de Valores de Garantia de Imóveis Residenciais Financiados (IVG-R) tem a finalidade de medir a tendência de longo prazo nos preços de imóveis residenciais. Ele é mensurado desde 2013, tendo como fonte de dados as garantias recebidas em transações de financiamento imobiliário para pessoas físicas (PF) registradas no Sistema de Informações de Crédito (SCR).

Esse índice nacional é uma importante ferramenta para responder se há ou não uma bolha imobiliária no Brasil. Com isso, é possível colaborar com mais informações sobre o mercado para o investidor, bem como traçar tendências mais precisas de longo prazo.

No entanto, esse não é um indicador que pode ser analisado no curto prazo, pois ele está suscetível a distorções. Por exemplo, a inauguração de um novo bairro de moradores de classe média alta pode elevar o preço dos imóveis, o que afetaria o índice. Portanto, ele deve ser usado para ter uma garantia de que o país não corre o risco de uma queda repentina no preço dos imóveis.

Dessa forma, uma garantia, no contexto do investimento, é uma promessa de assumir a responsabilidade pela obrigação financeira de uma parte se outra parte não puder cumprir com o pagamento estipulado. Por isso, é fundamental que os investidores saibam que qualquer tipo de investimento, até mesmo os mais estáveis, apresentam algum risco envolvido. Sendo assim, a garantia dos investimentos é uma ótima maneira de minimizar os riscos e evitar a perda de capital ao longo do tempo.

E você, já conhecia essas principais formas de garantia dos investimentos imobiliários? Ficou com alguma dúvida? Compartilhe sua mensagem nos comentários e continue acompanhando nosso blog para informar-se sobre as boas oportunidades do mercado imobiliário. Até a próxima!

Compartilhar

Novidades Vitacon

Assine nossa newsletter e acompanhe nossas notícias sempre em primeira mão:

whatsapp