Só pode investir em imóvel quem tem muito dinheiro?

6 minutos
|15/05/2019
Só pode investir em imóvel quem tem muito dinheiro?
Investimento Imobiliário

Muitas pessoas pensam que só pode investir em imóvel quem tem muito dinheiro. Ao pensar na figura do investidor, é feita uma associação com pessoas que gerenciam vários apartamentos de luxo e estão constantemente em busca de novas oportunidades. Porém, esse é apenas um pequeno grupo entre todos os investidores imobiliários.

Pense em um investimento feito na poupança. Se você deixar uma quantia de R$ 10 mil conseguirá uma pequena quantia ao longo de um ano inteiro, certo? Porém, um outro investidor que coloca R$ 1 milhão na poupança consegue gerar um retorno muito maior – mesmo que a rentabilidade da operação seja exatamente a mesma.

A lógica dentro do mercado imobiliário é a mesma. Um investidor que tem muito dinheiro consegue gerar um volume de capital ainda maior, mas um pequeno investidor também pode aproveitar todas as oportunidades dos investimentos imobiliários. Basta saber como aplicar o seu dinheiro corretamente.

Ao longo deste artigo entenderemos melhor como todas as pessoas que possuem interesse podem investir em imóvel. Acompanhe.

A origem da ideia de que só pode investir em imóvel quem tem muito dinheiro

Existem inúmeras opções de investimento para quem deseja aplicar o dinheiro que está guardado, certo? Mercado de ações, títulos públicos, poupança, bens móveis, imóveis, entre muitas outras. Cada uma dessas aplicações possui suas próprias particularidades que devem ser analisadas com muita calma pelo investidor.

Porém, criou-se um mito em torno do investimento imobiliário por conta do alto custo de aquisição de um imóvel. Enquanto é possível investir em ações com apenas R$ 5 mil, muitas pessoas pensam que é necessário ter no mínimo R$ 200 mil para começar a investir no mercado imobiliário.

Na prática, não é bem assim que as coisas funcionam. Essa lógica está equivocada por várias razões:

  • É possível encontrar imóveis por preços menores que possuem um grande potencial de valorização
  • Muitos investidores conseguem adquirir imóveis através de um financiamento e obter uma ótima rentabilidade na operação
  • Existem alternativas de investimentos imobiliários que não exigem que você compre um imóvel sozinho – como os fundos imobiliários, letras de crédito ou investimentos através de Fintechs

Ou seja, os investidores que realmente desejam aproveitar todas as oportunidades do mercado imobiliário conseguem colocar isso em prática. Basta fazer uma boa análise de todas as suas alternativas e encontrar o investimento ideal que se encaixe com os seus objetivos.

Benefícios do investimento imobiliário para o pequeno investidor

É muito fácil criar uma visão de um investidor imobiliário de sucesso que possui vários apartamentos quitados e recebe uma ótima renda apenas com a locação desses espaços. Porém, o pequeno investidor também pode aproveitar os grandes benefícios proporcionados pelos investimentos em imóveis.

Veja quais são os principais benefícios de investir em imóvel:

  • Baixos riscos. O investimento imobiliário não possui altos riscos para o investidor como diversas outras modalidades de aplicações. Estamos falando sobre investimentos que envolvem a compra de um bem físico com um tempo de vida indeterminado – e não da compra de títulos muito voláteis que podem desvalorizar com muita facilidade.
  • Duração do investimento. Outro grande benefício do investimento imobiliário é a duração que um investimento pode ter. É possível receber um valor de aluguel mensal durante décadas sem problema algum. Já em outras formas de investimento é muito difícil que você tenha uma rentabilidade tão boa em longo prazo.
  • Uso do investimento. Muitos pequenos investidores efetuam a compra de apenas um imóvel para entrar no mercado imobiliário. Em diversos casos, esse imóvel também passa a ser usado pela família em determinados períodos do ano – gerando uma grande comodidade além da lucratividade do investimento.
  • Inúmeras possibilidades. Investir em imóvel abre um enorme leque de possibilidades para o investidor. É possível optar por investimentos para locação de tempo indeterminado, apostar apenas em regiões que estão em fase de crescimento, comprar imóveis na planta para revender em curto prazo, aplicar em diversos fundos de investimento, entre muitas outras opções.
  • Alta rentabilidade. Por fim, o que realmente importa em um investimento é o retorno sobre o investimento que ele pode proporcionar, certo? O investimento imobiliário tem uma característica que foge das demais formas de aplicação: é possível alcançar uma rentabilidade incrível sem que seja preciso correr riscos.

5 maneiras de investir em imóvel sem muito dinheiro

Mas então, como você pode investir em imóvel sem muito dinheiro? Separamos algumas ideias que você pode explorar para conseguir aplicar o seu dinheiro nesse mercado tão promissor:

1. Imóveis de baixo valor

Uma das alternativas para investir em imóvel sem muito dinheiro é focar nos imóveis de baixo valor. Em vez de comprar um apartamento moderno de três quartos em um bairro nobre, você pode ficar de olho em imóveis na planta que estão sendo construídos em uma zona universitária – onde os apartamentos costumam ser menores e mais baratos.

2. Financiamento imobiliário

Outra opção para os investidores que possuem somente uma parcela do capital necessário para a compra de um imóvel é buscar um bom financiamento imobiliário. Geralmente, a rentabilidade do investimento imobiliário supera os valores de juros que serão pagos nessa operação – gerando uma boa lucratividade.

3. Letras de crédito imobiliário (LCI)

A LCI representa um investimento em renda fixa privada. Na prática, você “empresta” dinheiro para uma instituição financeira – que, por sua vez, empresta esse dinheiro para pessoas com projetos na área imobiliária. Por essa razão, essa é uma forma indireta de aplicar o seu capital em imóveis.

4. Fundos imobiliários

Os fundos imobiliários reúnem diversas pessoas dispostas a investirem em imóveis. Somando o capital de todos esses investidores, a instituição financeira gerencia diversos investimentos imobiliários. Porém, nesses investimentos, é preciso ficar atento às taxas e tarifas cobradas pelos bancos.

5. Cap Rate

A Cap Rate é uma fintech com a proposta de aproximar duas pontas do mercado imobiliário: investidor e incorporador. O seu modelo de funcionamento foi pensado para eliminar os intermediários e gerar uma rentabilidade maior para todos. Dessa forma, você tem acesso a uma rentabilidade superior a encontrada em outros tipos de investimento do mercado financeiro – alcançando um ganho de 11,8% ao ano sobre um valor mínimo de R$ 1 mil.

E então, você está disposto a investir em imóvel? Continue se aprofundando sobre o mercado imobiliário com o artigo “Existe um valor mínimo para começar a investir em imóveis?” e até a próxima.

Compartilhar

Novidades Vitacon

Assine nossa newsletter e acompanhe nossas notícias sempre em primeira mão:

whatsapp