Quitar o imóvel de investimento ou manter o financiamento?

6 minutos
|23/09/2019
Quitar o imóvel de investimento ou manter o financiamento?
Investimento Imobiliário

Financiar um imóvel de investimento pode ser um bom negócio para muitas pessoas e um primeiro passo para se transformar em um investidor imobiliário de sucesso. Normalmente, são preferidas compras à vista por possibilitarem o recebimento de descontos no valor do imóvel, o que diminui o investimento inicial necessário e diminui o tempo de retorno da aplicação, facilitando o recebimento de lucro.

No entanto, comprar um imóvel por financiamento também pode ter suas vantagens: por realizar o pagamento a longo prazo, você pode utilizar o imóvel para gerar renda enquanto ainda está pagando o seu investimento – sendo capaz de utilizar o capital que tem guardado para realizar outras aplicações lucrativas. Para isto, basta esperar pelos momentos de aquecimento da economia, em que os juros de financiamento baixam e é possível encontrar ótimas oportunidades de investimento.

Porém, após realizar o financiamento para um imóvel de investimento, muitas pessoas são confrontadas com a dúvida de não saber se é mais rentável quitar de uma vez a sua dívida ou manter o financiamento. E não existe uma resposta correta: é necessário analisar cada caso separadamente, para definir a estratégia mais rentável para cada investidor.

Confira a seguir como avaliar se é mais lucrativo quitar o imóvel de investimento ou continuar o financiamento e descubra a melhor alternativa para os seus negócios.

Entenda a sua dívida

Para adquirir um imóvel de investimento, você pode financiar um valor com o banco – que irá lhe emprestar o dinheiro necessário para a sua aplicação em troca do pagamento de juros em cima do total cedido.

Assim, se você financiou R$100 mil, o seu saldo devedor é exatamente esta quantia – independentemente do seu prazo de pagamento. Supondo que o seu prazo é de 100 meses, isso significa que você deverá pagar mensalmente uma parcela de R$1.000,00, mais os custos de juros, taxas administrativas, seguro e outras tarifas semelhantes, que podem variar de acordo com as instituições financeiras e o período econômico atual.

As condições de quitação

O valor do pagamento antecipado do seu financiamento é o saldo devedor – ou seja, a quantia que você ainda deve para o seu banco ou agência de crédito. O saldo devedor é exatamente a quantidade de dinheiro que ainda falta ser paga do montante que você financiou, descontados os acréscimos de juros.

O artigo 52 do Banco Central, assim como o Código de Defesa do Consumidor, obriga a instituição a descontar estes valores na hora da quitação. Além disso, procure observar se outros tributos normalmente cobrados, como a taxa de administração, seguro e correção monetária, por exemplo, estão sendo adicionados pelo banco. Desta forma, o cálculo deve ser feito descontando a quantia que você já pagou, sem considerar os juros.

Vamos supor que você já pagou 20 parcelas do financiamento do exemplo anterior, sendo que cada uma foi de R$1.100,00 – destes, R$1.000,00 para abatimento da dívida e R$100,00 da soma de juros e tarifas do banco, que, neste exemplo, estamos adotando como uma cota de 10% do valor do financiamento. Neste cenário, você terá pago R$22 mil, tendo amortizado R$20 mil da dívida e dado ao banco R$2 mil de juros e taxas.

Se você calcular a quantidade de parcelas que ainda falta, verá que os 80 meses restantes resultariam numa quantia de R$88 mil. No entanto, lembre-se que o seu saldo devedor é de R$80 mil – apenas a quantia que ainda deve ser abatida dos R$100 mil financiados inicialmente após o abate dos R$20 mil já pagos. Desta forma, neste caso, você terá uma economia total de R$8 mil ao quitar a sua dívida previamente.

Estude as suas possibilidades de quitar o imóvel de investimento

Quitar o financiamento do seu imóvel de investimento é uma ótima maneira de evitar pagar os juros cobrados pelos bancos e agências de crédito, o que pode acabar economizando uma quantia significativa de dinheiro na sua conta. No entanto, esta pode não ser a melhor forma de utilizar o dinheiro que você tem guardado.

Antes de pagar antecipadamente o resto do financiamento do seu imóvel de investimento, analise a possibilidade de utilizar este dinheiro em outra aplicação financeira. Dependendo das condições do seu financiamento e da rentabilidade do outro investimento, você pode ser capaz de fazer seu dinheiro render mais desta forma.

Seguindo o exemplo anterior, você estaria pagando uma taxa de 10% ao mês para o banco, resultando em uma perda de R$8 mil no prazo restante do seu pagamento. No entanto, você pode utilizar os R$80 mil que seriam destinados à quitação da dívida em um investimento cuja rentabilidade calcula-se que seja de 15%, por exemplo.

Neste caso, o rendimento após os 80 meses restantes de dívida será de R$12 mil. Após descontar os R$8 mil que você terá de pagar ao banco, ainda será capaz de receber um lucro de R$4 mil na sua conta, fazendo com que manter a dívida seja a melhor opção para os seus negócios.

A saúde das suas finanças em primeiro lugar

Como sempre, o mais importante a manter em mente é que o seu investimento não deve, de forma alguma, comprometer as suas finanças. Toda aplicação deve ser bem planejada de forma a trazer um retorno positivo para as suas economias. Assim, mantenha sempre uma reserva de segurança para possíveis imprevistos, evitando que tenha que se desfazer dos seus investimentos.

Caso aconteça um grande problema, não se preocupe. É possível vender o imóvel financiado – e você terá de lidar com o prejuízo pela quantidade de juros e taxas que já foi paga, mas sua dívida será quitada e você vai receber o valor sobressalente do seu comprador. Nesta situação, você não poderá tirar proveito do imóvel que estava financiando para gerar lucro. No entanto, em muitos casos, é preferível minimizar os danos com este tipo de solução do que gerar uma dívida com o banco e correr o risco de ver seu móvel sendo confiscado para ir a leilão sem receber nada em troca.

Quitar nem sempre é a melhor opção para o investidor, que pode utilizar o seu dinheiro para render ainda mais em outras aplicações. E você, já estudou as suas condições de financiamento e quitação do imóvel de investimento? Já fez um pagamento antecipado bem-sucedido? Deixe o seu comentário!

Compartilhar

Novidades Vitacon

Assine nossa newsletter e acompanhe nossas notícias sempre em primeira mão:

whatsapp