Quais as melhores formas de viabilizar o seu investimento imobiliário?

7 minutos
|11/06/2019
Quais as melhores formas de viabilizar o seu investimento imobiliário?
Investimento Imobiliário

O mercado do investimento imobiliário é conhecido pelo seu dinamismo constante. Este cenário está sempre pronto para se reinventar por meio de alternativas e oportunidades inovadoras para os seus investidores. A grande jogada é saber qual é a melhor forma de aproveitá-las e fazer com que seu dinheiro se valorize.

Encontrar maneiras de viabilizar o investimento imobiliário é uma preocupação frequente de quem deseja consolidar o seu progresso como um investidor mais eclético e, assim, alcançar uma boa rentabilidade. Para escolher, é preciso entender o seu perfil como investidor e fatores como riscos, tempo de retorno e capital disponível.

Seja qual for o seu caso, o mais importante é saber quais opções melhor atendem às suas necessidades. É assim que você consegue tirar o projeto do papel, torná-lo realidade e fazer o seu dinheiro render.

Para ajudá-lo nisso, apresentaremos, neste artigo, as melhores formas de viabilizar o seu investimento imobiliário. Confira a seguir.

Usar o FGTS pode ser uma das melhores formas de viabilizar o seu investimento imobiliário

O investimento imobiliário é uma das modalidades de aplicação mais visadas por quem deseja ver seu dinheiro rendendo de forma segura e contínua. Apesar do grande número de investidores interessados nessa aplicação, muita gente considera que ela seja complicada, por demandar um alto investimento inicial.

Em outras palavras, se tornou uma convicção comum acreditar que apenas aquelas pessoas que possuem um alto poder aquisitivo têm condições de realizar esse tipo de operação. Mas, na verdade, mesmo não contando com uma grande quantia de dinheiro, é possível fazer aplicações e receber um retorno financeiro lucrativo. Basta escolher uma modalidade de investimento que viabilize a transação. Uma delas é o FGTS.

O Fundo de Garantia do Tempo de Serviço é um dos benefícios mais tradicionais dos trabalhadores brasileiros. Ele é pago mensalmente, via depósito equivalente a 8% do valor do salário do trabalhador. É realizado pelo empregador em uma conta na Caixa Econômica em nome do empregado, tento seu valor corrigido no dia 10 de cada mês.

O rendimento é de 3% ao ano mais TR (Taxa Referencial, hoje pouco acima de zero). Ele tem como objetivo o amparo dos trabalhadores em situações como doenças, catástrofes naturais e o encerramento da relação de emprego.

Mas o que muitos não sabem é que também é possível utilizar o saldo do FGTS para viabilizar o seu investimento imobiliário. E essa pode ser uma excelente estratégia para valorizar o seu dinheiro – afinal, o retorno anual é baixo, especialmente considerando os índices da inflação.

Dessa forma, o saldo do FGTS pode ser usado como parte do pagamento ou pagamento do valor total do imóvel, viabilizando o seu investimento imobiliário.

A hipoteca é uma das modalidades que estão ganhando força no mercado imobiliário

A construção civil é um dos setores da economia que reage com maior facilidade após momentos de instabilidade financeira. Por isso, o investimento imobiliário é visto como uma das modalidades mais seguras – afinal, mesmo em períodos de recessão econômica, os imóveis se valorizam.

Hoje em dia, existem inúmeras possibilidades que ajudam a viabilizar um investimento imobiliário. Uma delas é a hipoteca, que possibilita o acesso ao crédito com condições de prazos e juros atrativas. Para isso, basta utilizar os imóveis que já são de sua propriedade para obter um bom empréstimo.

Essa modalidade nada mais é do que um empréstimo de alto valor. Nela, o devedor apresenta um imóvel como garantia de pagamento. Essa negociação é bastante atrativa para as instituições financeiras, uma vez que empréstimos sem garantia oferecem um grande risco. Já a hipoteca reduz essa incidência, pois, em caso de ausência de pagamento, elas ganham a propriedade sobre o imóvel.

Por esse motivo, as condições para a concessão de crédito, como o prazo para quitação e as taxas de juros são bastante favoráveis.

Sendo assim, a hipoteca pode ser uma boa solução para viabilizar o seu investimento imobiliário. Imagine que você identifique uma boa oportunidade de compra de um apartamento bem localizado, com alto potencial de valorização e que ofereça a possibilidade de rápida locação. Hipotecar um dos seus imóveis pode ser uma forma bastante prática de “agarrar” essa oportunidade.

Com o crédito obtido, você pode expandir seus investimentos imobiliários e comprar outros imóveis que poderão agregar no seu patrimônio.

Crowdfunding imobiliário: o financiamento coletivo que pode viabilizar o seu investimento imobiliário

Este modelo de negócio já está consolidado em outros setores, como a produção de filmes e o desenvolvimento de produtos tecnológicos, e consiste em contar com a ajuda financeira de outras pessoas que se interessam pelo mesmo projeto que você.

Esta nova forma de investimento imobiliário ainda está em crescimento no Brasil, mas já é conhecida há bastante tempo em outros países. Ela apresenta boas projeções de expansão, atraindo cada vez mais investidores com as suas vantagens.

Devido à sua natureza própria, o segmento imobiliário demanda custos mais elevados e retornos atraentes. Dessa forma, para viabilizar a aquisição, os interessados podem participar de um financiamento coletivo para o empreendimento e receber os lucros por essa colaboração.

Por se tratar de um financiamento coletivo, o valor inicial de investimento necessário é muito menor do que aquele que seria necessário ser aplicado na aquisição de um empreendimento se você fosse fazê-lo sozinho. Assim, essa modalidade dá acesso a projetos maiores para pessoas que não possuem um poder financeiro tão elevado, possibilitando que investidores menores possam participar de oportunidades maiores.

Dessa forma, o crowdfunding viabiliza a entrada dos investidores em mercados maiores, preservando as taxas de rentabilidade e possibilitando o investimento em imóveis variados.

Cap Rate Vitacon: conheça a opção que pode impulsionar a sua rentabilidade

O Cap Rate, ou Capitalization Rate (taxa de capitalização) é um indicador de performance utilizado no mercado imobiliário para determinar a rentabilidade que um investimento teve na sua conclusão. Ele ajuda a avalizar a rentabilidade entre o valor investido e a receita gerada no projeto imobiliário.

Com base nesse indicador, foi montado um modelo de aplicação, o Cap Rate Vitacon. Trata-se de uma fintech que diminui a distância entre os investidores e a incorporadora, eliminando intermediários e fazendo com que a relação tenha um caráter mais ganha-ganha.

Isso é possível pois o investidor tem acesso a uma rentabilidade maior do que aquela oferecida por outros modelos de investimento. Em troca, a incorporadora consegue acessar dinheiro para desenvolver seus projetos, com um custo menor do que aquele praticado por bancos e financeiras.

Com valores a partir de R$ 1 mil, é possível viabilizar o seu investimento imobiliário e ter a possibilidade de obter altos retornos por meio do investimento em CDB com juros pré-fixados.

É possível fomentar diferentes projetos e dividir o seu capital entre várias opções. O rendimento, embora seja mensal, é pago somente no final do prazo de trono de aplicação. Nos projetos do Cap Rate Vitacon, ele costuma ser de 24 meses. Dessa forma, você deixa o seu dinheiro investido durante 2 anos e, após o vigésimo quarto mês, você recebe o seu retorno.

Você conhecia estas formas de viabilizar um investimento imobiliário? Ficou interessado em utilizar seu fundo de garantia para investimento? Confira nosso artigo com dicas para escolher o melhor imóvel e render o seu FGTS investido e até a próxima. 

Compartilhar

Novidades Vitacon

Assine nossa newsletter e acompanhe nossas notícias sempre em primeira mão:

whatsapp