5 erros mais comuns na hora de negociar imóvel como investimento

5 minutos
|11/07/2019
5 erros mais comuns na hora de negociar imóvel como investimento
Investimento Imobiliário

Marinheiros de primeira viagem ou investidores experientes: erros ao negociar imóvel podem acontecer com todos, mas é muito mais difícil de ocorrerem quando se está atento ao mercado e se age baseado em informações, não apenas em feeling.

Pensando nisso, neste artigo, iremos apresentar os erros mais comuns cometidos por investidores na hora de negociar imóvel. Seja estar atento à documentação ou planejar com cuidado suas ações, os pontos que serão apresentados são imprescindíveis para a prevenção de erros que possam levá-lo a um mau negócio. Confira a seguir.

1. Não estar atento aos termos da negociação e do contrato

Muitos investidores, na tentativa de cortar custos e maximar suas margens de lucro, tendem a abrir mão de consultorias e de profissionais com expertise que poderiam ajudar nesse quesito. Caso o investidor seja experiente ou seja um entrante nesse mercado, os problemas podem ser evitados com conhecimento específico sobre todos os pontos do contrato a ser firmado.

Isso porque, mesmo ao assinar contratos comuns, é preciso ler e reler com calma todos os itens presentes no termo. Essa é uma situação que requer atenção e cuidado com as entrelinhas. Esse não é um momento para pressa.

Caso você tenha investido seu capital em imóveis para alugar, é necessário também que você compreenda ou tenha assessoria adequada para criar contratos de locação que o proteja e que forneça tranquilidade para ambas as partes envolvidas.

2. Negociar imóvel por impulso ou de cabeça quente

Planejar é muito importante quando tratamos de investimentos imobiliários. Seguir esse planejamento é tão ou ainda mais importante.

Esse é um mercado que apresenta boa contrapartida para os investidores que calculam bem seus movimentos. Quem planeja, estuda suas ações e as executa de cabeça fria e tem, portanto, muito menos chances de acabar prejudicado-se em algum investimento. Por isso, é bastante importante não ceder aos impulsos por mais que as oportunidades apresentadas pareçam imperdíveis em um primeiro momento.

É preciso calma. Boas oportunidades aparecem com o tempo, mas, para poder embarcar nelas com segurança ao negociar imóvel, é preciso estar economicamente saudável, planejado e assegurado de possíveis riscos.

3. Não ter atenção redobrada com oportunidades extraordinárias

Fique atento, como já dissemos aqui, boas oportunidades aparecem sempre, mas oportunidades que pareçam lucrativas demais podem esconder algum tipo de defeito em um segundo plano. Para evitar problemas nesse tipo de oportunidade, algumas dicas são importantes.

Por exemplo, esteja atento para empresas sem um histórico de atuação ou sem boas críticas na internet. Visite o imóvel que lhe está sendo ofertado – olhando de perto o imóvel, é possível identificar aquele defeito que em um primeiro momento não lhe saltou aos olhos.

Confiar em construtoras ou imobiliárias que sejam bem recomendadas e tenham uma credibilidade sólida no mercado também é uma solução bastante inteligente e ajuda a prevenir problemas.

4. Não ter em mente os custos adicionais dos imóveis

Nesse item, estão englobados os custos inerentes aos bens imóveis, como taxas e manutenção. É preciso sempre considerá-los na hora de fazer um investimento, já que, no longo prazo, esses valores podem somar um montante bastante significativo.

Pintura, encanamentos, fiação elétrica, pequenos reparos, cuidados com o piso – seja locado ou à venda, um imóvel necessita de diversos cuidados para se manter bem valorizado no mercado, e esses custos não podem ficar de fora da sua planilha.

5. Não estudar bem o imóvel que você está negociando

Este ponto é um dos mais cruciais na hora de negociar imóvel nos dias de hoje. O investidor precisa conhecer muito bem suas propriedades. Seja em termos de conhecer as qualidades de cada imóvel em particular ou até mesmo as qualidades oferecidas pelos bairros e pela cidade, são diversos pontos que necessitam da atenção do investidor.

Posição solar, ventilação, as condições dos serviços na região, a segurança do bairro e do próprio imóvel são alguns dos aspectos que devem ser de conhecimento do proprietário para que, por meio da exploração dessas características, o imóvel possa ser valorizado.

Além de servir para a venda de seus imóveis, conhecer bem a propriedade que você deseja adquirir também é uma boa dica. Com conhecimento razoável sobre o apartamento de seu desejo, por exemplo, é possível avaliar melhor o valor e as condições para a compra, evitando assim, o temido erro ao negociar imóvel.

Organização, conhecimento e disciplina são chave para evitar erros

Vimos aqui diversos tópicos que podem auxiliar o investidor, em seus mais diversos níveis de experiência, a evitar enganos na hora de negociar imóvel. Vimos que esse é um mercado que exige planejamento, muita racionalidade e cabeça fria de seus investidores.

Planilhas, documentos bem organizados, muito cuidado e acompanhamento dos investimentos já concretizados e dos que estão sendo avaliados – realmente, é preciso um pouco de dedicação para fechar negócios certeiros, mas esse esforço será bem recompensado.

O mercado de imóveis é notoriamente um investimento seguro, que provê boas margens e retorno nos mais diversos prazos. Toda essa contrapartida, no entanto, demanda em troca a dedicação do investidor como moeda de câmbio.

Se você seguir os passos recomendados aqui, estará otimizando suas chances de negociar imóvel com mais segurança e assertividade. Lembre-se: organização, conhecimento e disciplina são as chaves para evitar erros na hora de negociar imóvel.

Você conhece algum outro erro comum na hora de negociar imóvel como investimento? Tem alguma dica extra de como evitá-lo? Deixe sua mensagem nos comentários e até a próxima!

Compartilhar

Novidades Vitacon

Assine nossa newsletter e acompanhe nossas notícias sempre em primeira mão:

whatsapp