Escolhendo sua arte: um guia para compra de quadros e esculturas

4 minutos
|27/01/2020
Escolhendo sua arte: um guia para compra de quadros e esculturas
Decoração

Por isso, reunimos no artigo de hoje algumas dicas para ajudar você na compra de quadros e esculturas para o seu apartamento. Confira a seguir.

6 dicas para a compra de quadros e esculturas

A princípio, o mercado de arte pode parecer um universo assustador, reservado para quem tem milhões para gastar em luxuosos leilões. Entretanto, não se deixe intimidar: essa é apenas uma das faces desse mercado. A verdade é que há arte de qualidade e acessível para todos. Veja agora algumas dicas para escolher suas obras.

1. Avalie o seu espaço

Antes de pensar na compra de quadros, esculturas ou qualquer outro elemento de decoração, é necessário avaliar o ambiente em que eles serão inseridos. Às vezes algo é muito bonito na vitrine, mas não combina com as características de seu espaço disponível.

Lembre-se: compor a decoração envolve harmonização de cores, aproveitamento de espaços, mobiliário e alinhamento de estilo.

Uma boa dica é pensar em formas de não sobrecarregar seu ambiente. Por exemplo, se você tiver um mobiliário mais expressivo, ousado e de design marcante, pode ser mais interessante optar por obras de arte mais discretas. Agora, se você quiser tornar a arte o foco de atenção do ambiente, utilizar móveis mais minimalistas e com poucos detalhes pode ser o melhor caminho.

2. Observe o material

Seja para a compra de quadros ou esculturas, observar a qualidade do material é requisito de ordem. No caso das esculturas, por exemplo, atente-se ao modo como ela foi construída, leve em consideração as formas de limpeza e manutenção, e não economize nas perguntas para o vendedor a fim de fundamentar bem sua tomada de decisão.

3. Leve o seu estilo em consideração

Qual tipo de design você gosta? E escola artística? Partindo daí, você conseguirá escolher a melhor escultura ou quadro para continuar compondo toda a ambientação.

Você prefere quadros abstratos, paisagens, quadros que se completam? Para as esculturas, há peças clássicas, que seguem uma linha romântica, esculturas gregas, romanas e estilo antigo.

Buscar inspirações do que lhe agrada em redes como o Pinterest, por exemplo, pode ajudar a ter bons insights para a sua decoração. Nessa hora, é muito importante comprar apenas o que você realmente gosta. Sim, você pode comprar obras que, espera, aumentem de valor, mas seu foco deve ser a valorização estética, e não monetária para fazer uma boa escolha para sua decoração.

4. Pergunte sobre a história da obra

Obras de arte são excelentes pontos de início de conversa. Se um amigo novo for visitá-lo em sua casa, por exemplo, ao ver o quadro na parede ou a ornamentação da escultura, ele deverá fazer algum comentário ou pergunta sobre a obra. Nessas horas, é interessante que você tenha algumas informações interessantes para compartilhar.

Assim, quando encontrar a obra para comprar, pergunte ao artista, à galeria ou à revendedora mais informações sobre ela, como foi criada, técnica utilizada, formação do artista, etc.

5. Aprenda a diferença entre originais e impressões

Na hora da compra de quadros, esse é um detalhe importante. Um original é exatamente isso: existe apenas um e você não encontrará nada igual na casa de seus amigos – o que, naturalmente, representa um valor mais elevado.

Mas alguns trabalhos, principalmente fotografias, podem ser produzidos em massa. Agora, há, também, os casos de impressões de edição limitada, quando haverá apenas dez itens a serem comercializados numerados, por exemplo. Essas questões impactam diretamente no preço do quadro e é preciso questionar sobre elas antes de fechar negócio.

6. Tenha bem claro seu orçamento disponível

Por fim, preste sempre muita atenção nos preços praticados. Compare antes de comprar! Não caia na armadilha de pensar que, por exemplo, esculturas grandes devem, obrigatoriamente, ser caras. Isso não é regra.

Estabeleça um orçamento, escolha lojas que ofereçam condições de pagamento atrativas e compre apenas o que, de fato, couber tranquilamente em seu budget.

Outro detalhe: no caso de esculturas, informe-se sobre adaptações necessárias no ambiente para sua conservação. Há algumas que são sensíveis à luz e que demandam, por exemplo, uma estrutura de vidro com proteção UV para garantir sua integridade. Assim, antes de comprar a obra, certifique-se de que você terá verba e espaço também para essas ações adicionais.

E então, gostou de nossas dicas? Conhece outras boas práticas para a compra de quadros e esculturas? Compartilhe sua mensagem nos comentários. 

Compartilhar

Novidades Vitacon

Assine nossa newsletter e acompanhe nossas notícias sempre em primeira mão:

whatsapp