Compartilhamento: a nova tendência de trabalho e moradia

6 minutos
|05/02/2019
Compartilhamento: a nova tendência de trabalho e moradia
Cidade Colaborativa

O compartilhamento e a economia colaborativa são fortes tendências que alteram as relações humanas e as formas de consumo das pessoas. Nos últimos anos, iniciou um grande movimento de busca pelo compartilhamento de bens e serviços – e essa tendência pode ter uma relação direta com um investimento imobiliário.

Um investidor de sucesso precisa estar atento às tendências para suprir as necessidades dos futuros locatários ou compradores, certo? Dessa forma, acompanhar os gostos e desejos das pessoas é uma ótima forma de garantir uma boa rentabilidade no futuro. Por outro lado, continuar investindo em conceitos ultrapassados pode limitar os resultados.

Considerando essa necessidade de informações, entender melhor a tendência do compartilhamento no trabalho e moradia é essencial para acompanhar as mudanças no mercado imobiliário. Todo esse movimento em direção à colaboratividade pode gerar ótimas oportunidades de negócios.

Veremos, a seguir, ao longo deste artigo como funciona a nova tendência de compartilhamento. Acompanhe.

Compartilhamento: uma grande tendência para o futuro

Apesar de falarmos muito sobre o compartilhamento como uma tendência para o futuro, já existem inúmeras situações em que esse conceito está incorporado no dia a dia das pessoas. Talvez você nunca tenha notado, mas muitos produtos e serviços já apostam na economia colaborativa para atrair e satisfazer o público.

Um ótimo exemplo disso são os espaços de trabalho colaborativos – chamados de coworking. Nesses locais, os profissionais podem se organizar para trabalhar em conjunto e compartilhar toda a estrutura física. Com isso, os custos são menores e ainda existe a possibilidade de troca de experiências entre os profissionais.

Outra situação em que o compartilhamento pode ser observado é no transporte – seja com aplicativos que facilitam a troca de caronas ou então com a colocação de bicicletas em locais públicos para que todos possam utilizar. Mais uma vez, todos saem beneficiados dessa relação e a sociedade ganha com a redução do trânsito e da poluição.

A tendência é que esse conceito de compartilhamento torne-se cada vez mais popular no dia a dia. O foco das pessoas deixa de ser na posse de bens e passa a ser em usufruir dos benefícios dos produtos ou serviços. Não é necessário que cada morador de um condomínio tenha um escritório em casa se existe um espaço colaborativo que todos podem frequentar para trabalhar com todos os recursos necessário, não é?

Benefícios do compartilhamento no trabalho e moradia

Imagine que você tenha uma pequena empresa que opera com a colaboração de quatro pessoas. Em vez de alugar uma sala comercial no centro da cidade, é possível utilizar o espaço de um coworking para o desenvolvimento do trabalho e para reuniões com os clientes. Com isso, os custos operacionais se tornam mais baixos – aumentando os resultados financeiros dessa empresa.

Esse é um ótimo exemplo que ajuda a compreender melhor os benefícios do compartilhamento aplicado no ambiente de trabalho. Da mesma forma, essa mesma lógica poderia ser aplicada a um apartamento – que não precisa ter uma área de serviço em casa quando existe uma lavanderia que pode ser usada por todos os moradores.

Para ajudar a enxergar por que motivos o compartilhamento se tornou uma tendência tão forte, veremos os seus principais benefícios:

Praticidade

Os espaços compartilhados são mais práticos de serem utilizados e possuem toda a infraestrutura necessária para cumprir a sua finalidade. Um morador não precisa se preocupar com a compra de todo o mobiliário necessário para o seu escritório se existe um espaço de coworking para os moradores do condomínio.

Da mesma forma, um profissional não precisa buscar por uma sala comercial e se preocupar com reformas quando ele opta por trabalhar em um espaço de coworking. Basta levar o seu laptop e iniciar os trabalhos aproveitando toda a estrutura criada – que inclui desde mesas para o trabalho até cozinha compartilhada para preparar um lanche no meio da tarde.

Baixos custos

Compreender os baixos custos do compartilhamento é muito simples. Para isso, basta pensar quanto custaria uma casa com piscina, sala de jogos, lavanderia, escritório e quadra de esportes. Certamente os custos são muito superiores e um apartamento que possui todos esses recursos para o uso coletivo, não é?

Um dos principais fatores que impulsionou a tendência do compartilhamento é a possibilidade de reduzir custos. Em vez de comprar uma bicicleta, é possível pagar um custo baixíssimos para alugar bicicletas compartilhadas sempre que for necessário – sendo que alguns condomínios também oferecem meios de transporte compartilhados.

Relações humanas

Vivemos em um mundo muito dinâmico que cobra muito tempo das pessoas, certo? Muitos trabalhadores saem de casa de manhã cedo e voltam apenas de noite – passando o dia inteiro preocupados com trabalho e transporte. Os espaços de compartilhamento permitem sair um pouco desse fluxo e ter mais relações humanas.

Meio ambiente e sociedade

Os impactos da economia compartilhada refletem positivamente no meio ambiente e na sociedade. Acontece uma redução no desperdício e o fortalecimento do consumo consciente – aumentando a qualidade de vida de todos.

Oportunidades para os investidores

Mas então, como essa nova tendência de compartilhamento representa uma oportunidade para quem deseja investir no mercado imobiliário? Será que essa busca pela colaboratividade pode representar um aumento da lucratividade na locação ou venda de imóveis?

Um investidor precisa estar atento ao que o mercado está buscando. Trata-se de uma relação de oferta e demanda: quando a demanda por determinado imóvel aumenta, os seus preços também tendem a subir – gerando um resultado financeiro superior.

Por essa razão, o investimento em imóveis que estão adaptados a essa tendência de compartilhamento pode ser uma ótima oportunidade de gerar uma boa rentabilidade. Com uma alta procura por apartamentos em condomínios com espaços compartilhados, torna-se mais fácil encontrar pessoas interessadas na locação para gerar uma renda constante.

Você já conhecia essa tendência de compartilhamento de trabalho e moradia? Está em busca dos melhores investimentos imobiliários? Então descubra o que deve ser decisivo para investir no imóvel ideal neste artigo!

Compartilhar

Novidades Vitacon

Assine nossa newsletter e acompanhe nossas notícias sempre em primeira mão:

whatsapp