Concentrated entrepreneur or manager sitting by desk in front of computer monitor while working at night

A forma que o mercado imobiliário se comporta nem sempre corresponde às expectativas de seus players. Inclusive, o universo do investimento imobiliário conta com diversos obstáculos e situações que podem ser inesperadas. Claro que, com uma avaliação de como esse mercado oscila, uma situação desfavorável pode ser revertida em oportunidade!

Situações desfavoráveis ao investimento imobiliário podem surgir a partir de fatores internos ou externos ao segmento. Saber identificar esses problemas e ter uma tomada de decisão precisa é fundamental para aqueles que desejam perseverar e alcançar boa rentabilidade para seu investimento.

Neste artigo, entenda algumas situações que podem comprometer o investimento imobiliário e dicas de formas para resolver esses problemas. Acompanhe a seguir.

Imóveis com baixa liquidez afeta o investimento imobiliário

Para quem ingressou no mundo do investimento imobiliário há pouco tempo, é possível que tenha passado por essa situação. Alguns imóveis, por uma série de motivos, acabam sendo vendas ou locações difíceis de serem realizadas. O resultado crítico desse cenário é uma carteira de imóveis estagnada, com pouco valor de comercialização.

Conhecer o valor de mercado e prever a liquidez de empreendimentos é extremamente importante para evitar resultados desfavoráveis. Dessa forma, situações nas quais se adquire um imóvel acima do valor do mercado podem ser contidas. Na realidade, de modo geral, não existe dificuldade na venda ou aluguel em si. O que cria essa situação desfavorável para o investimento imobiliário é a própria inabilidade em precificar e determinar a hora certa para se investir.

Para vencer a baixa liquidez de imóveis na venda, é preciso vencer as práticas desfavoráveis de compra. Antes de tentar caminhar lado ao lado com o mercado, investindo e comprando imóveis, é preciso ter um planejamento estratégico. Qual é a previsão de venda do imóvel? Quais fatores podem fazer com que sua liquidez diminua? Entender essas e outras perguntas é essencial para tomar a atitude correta.

Crescimento da taxa de inflação

Felizmente, as expectativas em relação à inflação são de que ela não tenha um crescimento insustentável para o consumidor. A previsão do indicador IPCA seguiu com quedas consecutivas em 2018. No entanto, isso não significa que as relações comerciais não alterem esse quadro. Em 2019, inflação e juros possivelmente terão um crescimento. No investimento imobiliário, é preciso estar alerta a isso!

Fatores externos, muitas vezes, acabam conduzindo tomadas de decisões ruins que geram situações desfavoráveis. É comum que, em um momento de retração econômica, por exemplo, haja alguma insegurança na hora de investir. Isso acaba gerando um ciclo vicioso no qual a economia permanece sem incentivos reais e não há como reverter a situação. Com o investimento imobiliário acontece o mesmo.

O investimento imobiliário precisa estar pronto e responder ao momento econômico que o país vive. Em alguns casos, isso significará diversificar a carteira de imóveis e contar com opções mais acessíveis. Em outros, significará investir em tempos de crise para contribuir com o aquecimento do mercado. Cada momento exige uma análise precisa para que se chegue na melhor ação. Isso envolve estudar o mercado além de sua bolha.

Inadimplências, distratos e problemas com o cliente

Quem trabalha com empreendimentos comerciais e residenciais certamente já lidou ou está familiarizado com casos de inadimplência de locatários. Entretanto, assim como a inflação não é um indicador isolado, essa é uma situação que precisa ser vista de maneira mais ampla. É preciso identificar o cenário macro antes de tomar uma ação específica.

Inadimplências podem ocorrer por falha de qualificação já no ciclo de compra. Nesses casos, vale uma ação preventiva. Além das medidas legais que podem ser tomadas, é aconselhável fazer com que haja uma pré-seleção mais robusta. Equipes comerciais de imobiliárias e incorporadoras trabalham como aliadas nessa situação, selecionando clientes que buscam uma experiência livre de atritos e situações que possam prejudicar o investimento imobiliário.

Considerações finais

As situações desfavoráveis são, também, momentos para reflexão sobre como alcançar excelência na gestão de seu investimento imobiliário. Embora muitas pareçam fora de controle, a verdade é que a ação certa depende, essencialmente, de uma base sólida. Essa base só pode ser construída com conhecimento, organização e um perfil alinhado com as melhores práticas do investimento imobiliário.

Os grandes desafios do investimento imobiliário partem também das próprias desvantagens eventuais em investir em um imóvel. Nenhum negócio, afinal, é perfeito e completamente estável. As próprias flutuações no mercado e a forma como as empresas do ramo se movimentaram demonstra isso. Por isso, é preciso planejamento e estudo antes de fazer seu investimento e para garantir sua lucratividade.

Finalmente, há também as situações externas. Reformas de previdência, aumento dos fundos imobiliários e modalidades de moradia popular: tendências e mudanças são anunciadas a cada ano. Antecipá-las, compreendê-las e traduzi-las em estratégias de investimento é a melhor forma de lidar com tais situações.

Agora que você já sabe como agir diante de situações desfavoráveis ao investimento imobiliário, confira como garantir um bom negócio ao escolher um apartamento para investir!

0
master
Posts Relacionados