Investir em apartamento ou casas?

5 minutos
|27/06/2019
Investir em apartamento ou casas?
Investimento Imobiliário

Quem não deseja de uma fonte de renda adicional? Ter um retorno financeiro por meio de aluguel mensal é uma ideia atraente. Em muitas cidades, como São Paulo, os aluguéis são escassos e a demanda é alta, o que coloca os imóveis como um dos tipos de investimentos mais lucrativos e seguros.

No entanto, existem também preconceitos sobre cada tipo de propriedade, o que pode influenciar suas decisões de investimento. Cada um tem seus benefícios.

Neste artigo, veja dicas de como tomar a melhor decisão sobre investir em apartamento ou casas. Acompanhe a seguir.

Por que investir no setor imobiliário?

O setor imobiliário representa um ótimo investimento por diversos motivos. Por exemplo, você pode desfrutar de um excelente retorno financeiro, ter vantagens fiscais e a oportunidade de construir e desenvolver patrimônio a partir da valorização do imóvel.

O risco de perda é minimizado pelo tempo que você mantém em sua propriedade. Quando o mercado melhora, o mesmo deve acontecer com o valor de seu imóvel e, como resultado, você cria e incrementa seu patrimônio.

O setor imobiliário oferece, ainda, mais controle sobre seu investimento, pois sua propriedade é um ativo tangível que você pode alavancar para capitalizar vários fluxos de receita, enquanto desfruta da valorização do capital.

Como o investimento em propriedades é uma decisão de longo prazo, é importante que o investidor não se concentre apenas na propriedade em si, mas no mercado e em suas principais tendências.

O que considerar ao investir em apartamento?

Uma das principais vantagens de investir em apartamento é que não existem grandes reparos a ser feitos, pelo menos no exterior. Enquanto os proprietários de casas precisam cortar a grama do quintal, pintar a casa, limpar calhas, consertar o telhado, etc., o exterior de um apartamento é de responsabilidade do condomínio.

Ou seja, o investidor só precisa fazer a manutenção do interior do imóvel, e tudo que está fora da porta da frente não é da sua conta. Isso libera tempo (e dinheiro) para outras atividades.

Outro benefício dos apartamentos é que, como são menores e mais compactos, eles geralmente estão mais próximos das regiões centrais, com grande número de atividades culturais, comércio, entretenimento e oportunidades de emprego.

Além disso, os condomínios oferecem várias comodidades, como piscinas, quadras esportivas, lounges, áreas para animais de estimação e trilhas para corrida. Boa parte das pessoas que moram em casas têm de ir para as instalações públicas para obterem essas comodidades. O proprietário e o locatário do condomínio as têm sem sair da propriedade.

Isso é um grande atrativo que ajuda a valorizar o preço do imóvel, bem como o retorno financeiro do dinheiro recebido por meio do aluguel.

O que considerar ao investir em uma casa?

Uma casa é uma grande responsabilidade que requer grande cuidado e atenção – especialmente se você quiser manter seu valor ao longo do tempo.

O espaço extra de uma casa é um diferencial, principalmente para aquelas famílias que vivem com crianças e animais de estimação, porém os custos com manutenção são maiores. Com uma casa, há quase sempre um quintal onde se pode plantar flores e as crianças podem brincar.

Ela é ideal se você procura inquilinos que desejam um estilo de vida mais calmo, longe da agitação dos grandes centros urbanos e que estão dispostos a pagarem mais por um imóvel maior.

Outro ponto a ser levado em consideração é a falta de segurança de uma casa, se comparada ao apartamento. Em um condomínio, é mais difícil para um ladrão conseguir roubar grandes itens valiosos, como TVs, passando por vários outros apartamentos e pela porta da frente comum, sem testemunhas.

Além disso, é quase sempre mais caro alugar uma casa do que um apartamento do mesmo tamanho. Por isso, certifique-se de estudar a vizinhança de uma casa em que você planeja investir. Estude fatores como clima, turismo ou a existência de eventos locais. Da mesma forma, consulte dados sobre o bairro para descobrir a renda bruta média, o status de moradia, as comodidades da região e assim por diante.

Investir em apartamento ou casa: qual é a tendência do mercado imobiliário?

Uma grande tendência do investimento imobiliário são os apartamentos compactos. Com os preços mais altos e as pessoas deixando para constituir família cada vez mais tarde, é grande a procura por apartamentos com menos de 40 metros quadrados.

A manutenção e limpeza de ambientes menores é um diferencial para aqueles jovens que moram sozinhos ou casais que não têm filhos e que passam o dia inteiro trabalhando. Assim, além de funcional, o apartamento compacto também possui mais praticidade, o que eleva sua atratividade no mercado.

O preço potencialmente mais baixo desses apartamentos também permite que um investidor crie rapidamente uma carteira de investimentos diversificada. O tamanho menor também significa menos custos com impostos de transmissão de bens imóveis, contrato de financiamento e registro de escritura.

Como você pode ver, existem vantagens e desvantagens para cada tipo de propriedade. Isso é ótimo, pois você pode escolher o que funcionar melhor para você como investidor. Por isso, investir em apartamento ou casas não é uma categoria melhor do que a outra. Acompanhando o mercado e ficando por dentro das tendências, é possível fazer grandes negócios e ter um bom retorno financeiro.

E você, ainda está em dúvida em investir em apartamento ou casas? Não sabe se é a hora para tomar essa decisão? Então, confira as dicas de nosso artigo com x sinais que mostram que o mercado imobiliário está pronto para o novo investidor.

Compartilhar

Novidades Vitacon

Assine nossa newsletter e acompanhe nossas notícias sempre em primeira mão:

whatsapp