Como definir a rentabilidade de investimento imobiliário?

7 minutos
|09/05/2019
Como definir a rentabilidade de investimento imobiliário?
Investimento Imobiliário

Realizar uma aplicação financeira é buscar o equilíbrio entre vários fatores: a segurança do dinheiro investido, os riscos que a aplicação oferece, o capital inicial necessário, e, não menos importante, a rentabilidade e potencial de lucro do investimento. Na verdade, saber a rentabilidade de investimento é a melhor forma de analisar seu uma oportunidade de aplicação financeira é vantajosa para os seus negócios, ou se as outras alternativas existentes no mercado oferecem maior potencial de retorno.

Apesar disso, como definir a rentabilidade de uma aplicação financeira é uma dúvida comum a todos os tipos de investidores. Calcular a rentabilidade de investimento imobiliário, em particular, pode ser uma tarefa bastante confusa para quem não tem prática em analisar o aspecto financeiro das oportunidades de investimento do mercado de imóveis.

No entanto, calcular a rentabilidade pode ajudar os investidores a fazer uma série de análises relevantes sobre as suas possibilidades de investimento imobiliário e aumentar as suas chances de ser bem-sucedido em suas escolhas. Confira a seguir como definir a rentabilidade de investimento imobiliário, e todas as informações que você pode tirar a partir deste cálculo para embasar as suas decisões de investimento e garantir o sucesso e lucratividade dos seus negócios.

A importância do planejamento

Um investimento sempre envolve riscos e muito planejamento para garantir que a aplicação será vantajosa para os seus negócios. Apenas com o correto planejamento da rentabilidade de investimento imobiliário você será capaz de analisar as suas chances de retorno com cada imóvel que encontrar. É com base nesta definição que você poderá comparar os resultados entre as várias alternativas de investimento que o mercado imobiliário oferece, para então optar pela melhor oportunidade e investir no imóvel que apresenta melhor potencial de retorno para o seu negócio.

O cálculo da rentabilidade de investimento imobiliário

Apesar de parecer complexo, o cálculo de rentabilidade de investimento é bastante simples de se fazer. Basta comparar os valores de investimento inicial – sendo este todos os custos que você teve ao investir, incluindo taxas, mobília, reformas, documentação e impostos, por exemplo – e o Lucro Líquido Mensal – também conhecido como valor de retorno que o investimento oferece.

Para um imóvel adquirido por R$300.000,00 que é locado por um valor mensal de R$2.800,00, por exemplo, o cálculo feito é o seguinte: primeiro, pegue o valor do seu Lucro Líquido Mensal e multiplique por 100. No caso, o resultado é 280.000. O próximo passo é dividir este resultado pelo seu valor de investimento inicial. Pronto! No exemplo apresentado, chegamos a uma rentabilidade de 0,93% ao mês, ou 11,2% ao ano.

No caso de venda, o cálculo é ainda mais simples, pois você já possui a estimativa do valor cobrado para vender o imóvel. Assim, basta repetir a operação com estas duas quantias. Se, no exemplo anterior, o proprietário decidisse vender o imóvel por um valor de R$350.000,00 após um período de valorização, o cálculo seria o seguinte: o primeiro passo é fazer 350.000 vezes 100, e então dividir estes 3.500.000 pelos 300.000 de custo inicial. Com isso, chegamos ao resultado de 116,7% de rentabilidade, que representa uma margem de lucro de 16,7% em cima do valor inicial.

O tempo de retorno da aplicação

Sabendo o resultado da rentabilidade de investimento da sua aplicação, é possível estimar o tempo de retorno do seu investimento. No exemplo apresentado acima, descobrimos que a rentabilidade do imóvel é de 0,93% ao mês. Para atingir os 100%, que indicam que o retorno compensou o valor investido, devemos dividir 100 pelo valor de 0,93. O resultado, arredondado para 108, indica o número de meses necessário para isso. Assim, este investimento tem um tempo de retorno de 9 anos – o que é uma média razoável no mercado imobiliário.

Possibilidades de variação

É importante lembrar que existem alguns outros fatores que podem interferir na prática e alterar o seu planejamento de rentabilidade de forma positiva ou negativa. As oscilações econômicas do mercado, os aumentos e reduções de demanda imobiliária, e a valorização ou desvalorização da área do seu imóvel, por exemplo, podem fazer com que o retorno que você recebe aumente ou diminua significativamente ao longo dos anos. Por isso, é importante analisar como as oportunidades de investimento devem se comportar a longo prazo, evitando investir em imóveis em desvalorização e perder a capacidade de retorno deles.

A relação entre riscos e rentabilidade

Uma das relações mais básicas e conhecidas no mundo das aplicações financeiras é a rentabilidade de investimento e os riscos que ele oferece. Os investimentos costumam ser divididos entre renda fixa e renda variável. Os de renda fixa costumam possuir as menores taxas de rentabilidade, pois são valores fixados no momento do investimento. Por conta disso, possuem poucos cenários de risco, como um grande aumento da inflação que pode representar perdas no valor investido.

Com as rendas variáveis, a influência dos fatores externos é maior. Mas, com isso, o potencial de rentabilidade aumenta também. Os investimentos em ações, por exemplo, conhecidos pela possibilidade de gerar os maiores retornos, também são os que possuem maior risco de darem errado – e deixarem o investidor de mãos abanando.

Agora que já apresentamos o cálculo, é possível perceber a relação que uma alta rentabilidade de investimento pode ter com o baixo custo inicial, por exemplo. No entanto, é importante que o investidor se questione o motivo de um preço tão baixo para a propriedade, e analise com cuidado as reais chances de não ter problemas com a locação ou venda do imóvel, assim como a manutenção da sua estrutura. Nem sempre uma alta rentabilidade é sinônimo de um bom negócio.

A rentabilidade não é tudo em um investimento

Como demonstrado no item anterior, a rentabilidade de investimento pode também significar riscos para o investidor. No caso do mercado imobiliário, a segurança que o valor intrínseco do imóvel oferece é uma ótima garantia de que, mesmo no pior cenário de investimento, você não irá perder o dinheiro investido.

Apesar disso, existem vários aspectos que devem ser levados em conta além da rentabilidade de um investimento, como a segurança, que falamos anteriormente, o valor de investimento, os potenciais riscos, entre outros. Assim, a rentabilidade é apenas um dos muitos detalhes que devem ser analisados para garantir o sucesso do seu negócio.

Saber calcular a rentabilidade de investimento imobiliário é uma habilidade importante para os investidores de imóveis, sendo que pode auxiliar no processo de decisão quanto à melhor opção de investimento com várias informações relevantes. Apesar disso, é importante lembrar que a rentabilidade não deve ser o único aspecto a se levar em conta na hora de investir, sendo que a sua aplicação deve oferecer mais do que apenas potencial de lucro.

E você, já sabia calcular a rentabilidade de investimento? Gostou do nosso artigo e quer saber mais sobre como investir em imóveis? Confira nosso próximo post sobre como acertar o tipo de imóvel para o seu perfil de investidor e continue no caminho para fazer negócios imobiliários de sucesso!

Compartilhar

Novidades Vitacon

Assine nossa newsletter e acompanhe nossas notícias sempre em primeira mão:

whatsapp