6 dicas para não cair em golpes imobiliários

6 minutos
|02/08/2019
6 dicas para não cair em golpes imobiliários
Investimento Imobiliário

A preocupação com os golpes imobiliários está presente na vida de grande parte dos investidores, que busca bons negócios com a compra, locação e venda de imóveis. Para quem deseja a maior lucratividade com as operações imobiliárias, é importante identificar as melhores oportunidades de compra – e é justamente aí que estão os maiores perigos.

Encontrar imóveis abaixo do valor de mercado é uma das principais formas de maximizar a rentabilidade de um investimento. Entretanto, também é dessa forma que os golpistas conseguem atrair pessoas interessadas para aplicar os golpes.

É preciso ter muita cautela para analisar cada uma das oportunidades que aparecem. Com atenção a alguns pontos-chave, você, certamente, consegue ficar longe dos golpes imobiliários e fechar bons negócios. Veja algumas dicas para proteger os seus investimentos.

Como funcionam os golpes imobiliários?

O primeiro passo para evitar cair nos golpes imobiliários é entender melhor como eles funcionam, não é? Mesmo investidores experientes que têm segurança em seus investimentos precisam estar atentos para não ser enganados por pessoas mal-intencionadas.

Anos de trabalho podem ir por água abaixo em poucos instantes de desatenção, que levam a uma operação com pessoas inescrupulosas – seja com o pagamento de um valor de entrada, comissão para o suposto profissional ou a compra de um imóvel que está com a documentação irregular.

Confira os principais golpes imobiliários que acontecem no Brasil:

Documentação falsa

O golpe feito com a documentação falsa é aplicado a partir da falsificação dos documentos de um imóvel, para que o golpista possa se passar pelo proprietário. Em posse desses documentos, ele tenta realizar a venda como se fosse o dono, recebendo o dinheiro por um imóvel que não é de sua propriedade.

Venda do imóvel para vários compradores

Outro dos golpes imobiliários comuns no Brasil é a venda de um bem imóvel para vários compradores diferentes. Após o recebimento dos valores de pessoas diferenças, o proprietário desaparece completamente, sem dar explicações.

Imóvel inexistente

Principalmente por conta das possibilidades criadas pela internet, os golpistas conseguem arquitetar estratégias complexas para enganar os compradores. Imagine a seguinte situação: você vê um anúncio de um imóvel em ótimas condições e bem localizado por um valor muito atrativo na internet, e resolve comprá-lo.

Pode ser que esse imóvel sequer exista no endereço indicado, e o golpista consegue facilmente utilizar imagens de outro imóvel e falsificar documentos para passar credibilidade ao comprador.

Reserva do imóvel

O golpe de reserva do imóvel pode acontecer de duas formas diferentes. Em ambas, o golpista tenta conduzir o comprador a fazer um adiantamento para garantir a reserva de um imóvel vendido com um ótimo preço:

  • O golpista se passa por um corretor e leva os interessados para conhecer o imóvel, convencendo os compradores a pagarem uma taxa para reserva o imóvel.
  • O golpista se passa pelo proprietário do imóvel e solicita um valor de entrada para reservar o imóvel anunciado – que geralmente não é de sua propriedade.

Como não cair em golpes imobiliários

Como vimos, os principais golpes imobiliários têm a mesma lógica: seduzir os compradores com ótimas propostas e levá-los a agir impulsivamente para garantir a compra. Para evitar ser enganado e aproveitar apenas as oportunidades que realmente são reais, você pode seguir as dicas a seguir:

1. Cheque os documentos nos registros públicos

A falsificação de documentos é um dos principais artifícios explorados pelos golpistas. Para evitar ser enganado por documentos que não têm fé pública, busque um órgão público para atestar a veracidade dos documentos.

Você também pode ir além da checagem de documentos e procurar por vizinhos ou funcionários do condomínio para confirmar as informações passadas pelo suposto proprietário. Certamente, essas pessoas podem fornecer informações úteis sobre o imóvel.

2. Sempre visite o imóvel antes da compra

Em hipótese alguma um investidor deve comprar um imóvel sem visitá-lo antes de fechar o negócio. Essa é uma das formas mais fáceis de cair em golpes imobiliários – afinal, sempre existe a possibilidade da compra de um imóvel que não existe ou que esteja em péssimas condições.

3. Não tome decisões impulsivas

A maior parte dos golpes imobiliários funciona somente quando o comprador age por impulso, sem ponderar todos os aspectos envolvidos na negociação. Se você tirar um dia para analisar melhor a proposta, certamente terá uma chance muito maior de identificar os golpes antes que tenha sofrido danos.

4. Conheça a motivação para a venda

Um golpista realiza anúncios com preços atrativos para conseguir atrair um grande número de interessados e levá-los a agir rapidamente para garantir a boa oportunidade, certo? Porém, um imóvel não é colocado à venda por um valor abaixo do mercado sem que exista um bom motivo por trás dessa decisão.

Por essa razão, busque conhecer melhor as motivações da proposta de venda do vendedor. O imóvel está à venda faz vários meses e não apareceram compradores? O proprietário tem pressa para receber o dinheiro? Existe algum problema no imóvel? O mercado imobiliário passa por um momento de baixa?

A identificação dos golpes imobiliários passa diretamente pelo entendimento integral da situação. É conversando com o vendedor e compreendendo as suas motivações que você consegue sentir segurança para fechar a operação.

5. Não repasse dinheiro antes de encaminhar a documentação

Um imóvel só passa a ser sua propriedade no momento em que os documentos são passados para o seu nome. Até que isso aconteça, é recomendável que você evite repassar dinheiro para o vendedor para se resguardar – evitando que o golpista deixe de transferir o imóvel para o seu nome e suma com o seu dinheiro.

6. Desconfie das propostas boas demais

Sempre fique atento quando um imóvel está com um valor muito abaixo do mercado. É justamente nessas situações em que os golpistas mais aparecem – conseguindo atrair uma grande quantidade de pessoas interessadas para aplicar o seu golpe.

E então, gostou das dicas para não cair em golpes imobiliários? Ficou com alguma dúvida sobre o assunto? Deixe o seu comentário e até a próxima!

Compartilhar

Novidades Vitacon

Assine nossa newsletter e acompanhe nossas notícias sempre em primeira mão:

whatsapp