ON Blog

Seja bem-vindo
ao Blog da Vitacon

Fale Conosco
  • Whatsapp
    11 97534 6551
  • Chat
    Online Agora
  • Telefone
    11 3588 4101

O que é a relação dívida-renda (DTI Ratio) e como calcular

Investimento imobiliário • 18/05/2020 • min. O que é a relação dívida-renda (DTI Ratio) e como calcular

Com o objetivo de manter investimentos imobiliários saudáveis e lucrativos, é essencial ter um bom controle das suas finanças e das receitas envolvidas em suas aplicações. Para isto, uma das melhores ferramentas que os investidores podem empregar no seu planejamento orçamentário são os índices e indicadores, tais como o DTI ratio.

A relação dívida-renda, também chamada de DTI ratio, é um cálculo simples e muito utilizado para visualizar o quanto as despesas representam em relação à entrada de recursos. Desta forma, é uma das melhores maneiras de facilitar o entendimento e ter uma visão mais ampla da situação do seu orçamento pessoal e dos seus negócios, sendo um método acessível e de fácil aplicação.

Pensando nisto, preparamos este artigo para ajudar você a usar o DTI ratio no gerenciamento e controle financeiro do seu orçamento e dos seus investimentos. Confira a seguir o que é a relação dívida-renda, como fazer o cálculo do DTI ratio e de que forma aplicar este método no planejamento e melhoria dos seus negócios imobiliários.

O que é a relação dívida-renda, ou DTI ratio?

A relação dívida-renda, como é chamada em português, é mais conhecida pela sua sigla DTI ratio – uma redução do inglês debt-to-income. Basicamente, o DTI ratio é uma medida que compara os gastos mensais de um indivíduo com a sua renda bruta, através de um cálculo matemático que informa em pontos percentuais o quanto das suas entradas se destinam ao pagamento de despesas. Assim, é um método muito útil para controlar quanto dinheiro você recebe e gasta, sendo até mesmo utilizado por credores como critério para avaliar suas capacidades de pagamento.

Para o que se utiliza este cálculo?

A utilização mais comum do DTI ratio é para controle de finanças pessoais. Por ser uma ferramenta prática e simples de usar, é possível aplicar o cálculo sem dificuldades tanto para entender as circunstâncias atuais do seu orçamento quanto para comparar cenários hipotéticos para os seus investimentos. De forma geral, pode ser utilizado sempre que você precisar ter uma visão mais clara da representatividade das despesas em relação à entrada de receita de um negócio.

Como calcular o DTI ratio das minhas finanças?

O cálculo do DTI ratio tem uma matemática bastante simples. Basta dividir o valor da adição de todas as despesas pela pela quantia entrada de renda bruta. Você pode, por fim, multiplicar o resultado final por 100 para visualizar com mais facilidade os pontos percentuais.

Assim, para calcular o DTI ratio das finanças mensais de um investidor, é necessário fazer a soma de todos os seus gastos durante aquele mês, e contabilizar todos os valores de entrada de renda antes da aplicação dos impostos, para então dividir o resultado das despesas pelo valor total das entradas. Para que fique mais claro, vamos ver um exemplo simples de aplicação do cálculo.

Um investidor que ganha um salário fixo de R$10.000,00 e recebe retorno mensal de R$1.500,00 do seu investimento número 1, R$1.150,00 do investimento número 2, e R$2.200,00 do seu investimento número 3, tem como entrada de receita o valor de R$14.850,00. Se ele tiver gastos fixos de R$5.000,00 para manter a sua família, considerando escola das crianças, despesas com supermercado, gasolina e serviços para a casa, entre outros, mais uma média de R$500,00 de custo para manutenção dos seus 3 investimentos mensalmente, o total de gastos será de R$5.500,00.

O cálculo do DTI ratio deste investidor será o seguinte: dividir os 5.500 por 14.850, que resulta em 0,37, e então multiplicar este valor por 100. Assim, a matemática indica que 37% dos valores de entrada do investidor são destinados às despesas fixas da sua família e à manutenção dos investimentos imobiliários que possui.

Como o cálculo do DTI ratio pode ajudar os meus investimentos?

Existem várias maneiras que você pode fazer uso do DTI ratio para realizar análises relevantes para os seus investimentos. Além de poder aplicar o cálculo diretamente sobre a receita e gastos de cada negócio individualmente, visualizando os que têm melhor retorno em relação às despesas que geram, você também pode utilizar este método para visualizar o impacto da renda e dos custos de cada um dos seus investimentos em relação ao seu orçamento total.

É possível avaliar diversos cenários, cortando alguns investimentos do cálculo para comparar quais apresentam desempenho mais vantajoso e identificar que aplicações podem ser tiradas da carteira para aumentar seu rendimento. Além disso, você pode utilizar o cálculo do DTI ratio desta mesma maneira para ajuda no processo de decisão em relação a um novo investimento, analisando as opções de negócios que oferecem melhor retorno e menos despesas para o seu bolso.

É de importância fundamental que o investidor seja capaz de fazer um gerenciamento eficiente para garantir o bom andamento dos seus negócios. Para acessar mais conteúdos relevantes preparados especialmente para investidores imobiliários ou conhecer novas oportunidades de investimento, conheça a Vitacon. Visite nosso site para conferir o blog e os nossos novos lançamentos!

Relacionados
Investimento Descomplicado

Desde 2009, trabalhamos com
o propósito de reinventar a cidade.

Buscamos soluções inteligentes
de moradia que melhoram a qualidade
de vida de todos.