choosing bank for credit or loan, business man comparing credit percentage offers for company, financial concept, mortgage

O investimento imobiliário é uma das formas de aplicação mais visadas por quem quer colocar o seu dinheiro em uma aplicação segura e rentável. Apesar disso, muitas pessoas apontam que consideram difícil realizar este tipo de investimento por conta do alto investimento inicial requerido para a aplicação, tendo em mente o valor significativo que os imóveis têm no mercado – iniciando uma busca por formas de investir em imóveis com pouco dinheiro.

Por conta disso, é uma convicção comum acreditar que somente pessoas com poder aquisitivo alto são capazes de realizar um investimento imobiliário. No entanto, a realidade é bem diferente: é possível investir em imóveis com pouco dinheiro também. Atualmente, já existem várias modalidades de investimento em imóveis que permitem que você aplique baixas quantidades de dinheiro e receba um retorno financeiro lucrativo da mesma forma.

Isto pode ser feito de várias formas, e com prazos de retorno diferentes, o que dá a cada investidor a liberdade de analisar sua situação e escolher a opção de negócios mais adequada para o seu investimento. Confira, a seguir, algumas maneiras de investir em imóveis com pouco dinheiro e como cada uma delas funciona.

Como investir em imóveis com pouco dinheiro

1. O financiamento tradicional

A forma mais clássica de investir em imóveis com pouco dinheiro disponível é o tradicional financiamento. Com esta opção, você é capaz de adquirir um imóvel mesmo com baixo poder de compra inicial, pegando dinheiro do banco emprestado para realizar a transação e, então, pagar à instituição mensalmente o resto do valor em longo prazo.

Sobre a quantia devida ao banco, incidirão juros e tributos da instituição que você deverá pagar juntamente a cada parcela, o que faz com que, ao longo prazo, você acabe pagando mais do que o valor inicial emprestado pelo banco. No entanto, este processo é profundamente ligado à situação econômica do país no período em que você faz o empréstimo. Em momentos de crise ou resfriamento econômico, os juros sobem, e é mais difícil que você consiga fazer um negócio com boas condições de rentabilidade.

Mas existem, também, os momentos de aquecimento da economia, em que os juros descem e os bancos melhoram as condições para empréstimo de dinheiro, pois estão interessados em fazer este tipo de negócio. Desta forma, você é capaz de conseguir uma ótima oportunidade para investir em imóveis com pouco dinheiro e fazer uma aplicação a longo prazo.

Além disso, tenha em mente mais um detalhe: os imóveis são capazes de gerar retorno mensal imediato, com o correto planejamento. Isso quer dizer que, conseguindo manter o seu imóvel locado, você poderá receber retorno financeiro todo mês através do aluguel, facilitando o pagamento do seu financiamento e diminuindo o tempo de retorno da aplicação – podendo até mesmo gerar quantias excedentes mensalmente, dependendo do caso.

2. As Letras de Crédito Imobiliário

As Letras de Crédito Imobiliário são conhecidas, também como LCIs. Nesta modalidade de investimento, você estará basicamente fazendo o caminho inverso de um financiamento: em vez de pegar dinheiro emprestado com o banco, você estará realizando um empréstimo ao banco, que necessariamente irá emprestar o seu dinheiro a alguém que possui um projeto na área imobiliária. 

A sua rentabilidade vem, então, dos juros que o banco irá pagar pelo dinheiro que você emprestou, sendo que esta quantia pode ser tanto pré quanto pós-fixada – ou seja, é um investimento em renda fixa. Além disso, é uma aplicação muito segura, pois é garantida pelo Fundo Garantidor de Créditos, conhecido como FGC, que protege o seu dinheiro e assegura o seu retorno mesmo em casos extremos de falência, intervenção ou liquidação.

Este tipo de aplicação tem como investimento mínimo o valor de R$1.000,00. O único detalhe ao qual você deve se atentar é que o tempo mínimo de resgate é de 90 dias, o que faz das Letras de Crédito Imobiliário uma ótima opção para quem quer investir em imóveis com pouco dinheiro.

3. Os fundos de investimento imobiliário

Também chamados de FIIs, os Fundos de Investimento Imobiliário é uma forma de investir em imóveis com pouco dinheiro que vem se tornando cada vez mais popular. Nesta modalidade de aplicação, você investe o seu dinheiro em um fundo, que também recebe dinheiro de diversos outros investidores.

O fundo tem um gestor, que irá procurar por empreendimentos com grande rentabilidade no mercado, e usará o seu dinheiro para investir naqueles imóveis. O retorno que você vai receber é uma parcela do aluguel pago por aquelas propriedades. Desta forma, é um investimento em renda variável, mais arriscado do que os LCIs – mas também com maior potencial de retorno.

É possível comprar cotas nos Fundos de Investimento Imobiliário com valores a partir de R$100. A parcela do retorno financeiro do investimento que você recebe é relativa à quantia investida inicialmente: quanto maior o valor da sua aplicação, maior a porção recebida posteriormente.

4. O inovador crowdfunding imobiliário

O crowdfunding é uma modalidade de financiamento coletivo, já muito utilizado para subsidiar o desenvolvimento dos mais diversos tipos de produtos. Agora, o crowdfunding vem sendo aplicado no mercado imobiliário da mesma forma que o seu modelo tradicional: através de plataformas online.

Basicamente, você encontra empresas (também chamadas de startups) que possuem sites que apresentam diversos projetos e empreendimentos. Diferentemente dos FIIs, no modelo de crowdfunding você pode escolher exatamente em que imóvel quer investir e compra uma cota, passando o dinheiro à empresa, que então usará seu financiamento para construir ou adquirir o empreendimento.

No momento que este imóvel gerar retorno, a empresa repassará o valor para você de acordo com a sua cota. E o melhor: existem cotas com os mais variados valores, sendo uma ótima alternativa de investir em imóveis com pouco dinheiro e com a liberdade de acompanhar mais de perto o seu investimento.

Investir em imóveis com pouco dinheiro não é apenas possível, como pode ser uma aplicação lucrativa e um bom ponto de início para começar a render o seu dinheiro e evoluir para investimentos maiores. Basta analisar qual a melhor opção para o seu caso e fazer negócios que possam tirar o melhor proveito possível do seu dinheiro.

Você já teve a experiência de investir em imóveis com pouco dinheiro? Ficou com alguma dúvida sobre o assunto? Deixe o seu comentário!

0
master
Posts Relacionados