Taxa de desemprego X o mercado imobiliário

Quando a taxa de desemprego está muito alta, um clima de insegurança toma conta de todo o mercado – alterando o comportamento do consumidor. Será que essa realidade possui alguma relação com o mercado imobiliário? Como será que a taxa de desemprego pode afetar a rentabilidade dos seus investimentos?

Imagine um trabalhador brasileiro que começa a observar vários de seus amigos e familiares sendo demitidos dos seus empregos. O seu instinto faz com que ele reduza as despesas, poupe dinheiro e evite compras de grande valor, não é? Isso significa que talvez o financiamento para comprar o imóvel próprio tenha que esperar um pouco.

Da mesma forma, as instituições financeiras sabem que existe um risco maior de inadimplência quando a taxa de desemprego sobe. Como proteção, as condições para liberação de crédito ficam mais rígidas e as taxas cobradas tendem a subir.

Você consegue compreender como a taxa de desemprego possui uma relação muito próxima ao mercado imobiliário? Neste artigo veremos tudo sobre o assunto. Confira.

Qual a relação entre taxa de desemprego e o mercado imobiliário?

O mercado imobiliário sofre a influência de diversos aspectos – que alteram a dinâmica do mercado, o valor dos imóveis, a capacidade de compra da população e os ganhos para os investidores. A taxa de desemprego é um desses aspectos que contribuem para expandir ou contrair o mercado.

Quando falamos sobre a compra e venda de imóveis, o poder de compra da população exerce um papel muito importante que produz impacto na relação entre oferta x demanda. Com uma economia estável e facilidade para obter financiamentos, a procura por casas e apartamentos tende a subir. Da mesma forma, situações de instabilidade reduzem as operações envolvendo a compra de imóveis.

Em uma realidade em que grande parte da população brasileira possui empregos seguros e estáveis, as chances de que seja viável comprar um imóvel próprio são muito altas, não é? Por essa razão podemos afirmar que uma alta taxa de desemprego diminui o poder de compra de grande parte dos brasileiros.

Os efeitos disso são notados diretamente no mercado imobiliário. Com a dificuldade em conseguir financiamentos, o mercado fica paralisado e a demanda por imóveis diminui drasticamente. Nessas situações, são as pessoas que possuem poder econômico para comprar um imóvel a vista que conseguem realizar bons negócios.

Confira algumas das principais consequências da taxa de desemprego no mercado imobiliário:

  • Confiança da população. A confiança da população para realizar novas compras e assumir compromissos de longo prazo passa diretamente pela taxa de desemprego registrado no país.
  • Acesso a financiamentos. A facilidade (ou dificuldade) de conseguir financiamentos imobiliários é influenciada pelo desemprego no Brasil – que interfere nas condições impostas pelas instituições financeiras.
  • Preço dos imóveis. O preço dos imóveis varia de acordo com o aumento ou diminuição de compradores. Em momentos em que grande parte da população consegue comprar casas, os preços tendem a subir.
  • Aquecimento do setor. O setor imobiliário fica aquecido quando as pessoas possuem capacidade econômica para comprar imóveis – gerando um grande fluxo de compras e vendas de moradia.

Alterações na oferta e demanda em decorrência da taxa de desemprego

Uma alta taxa de desemprego gera uma redução na demanda por imóveis e um aumento no número de ofertas. Vamos conferir melhor como isso acontece.

Diminuição da demanda

As situações em que o aumento da taxa de desemprego provoca uma diminuição da demanda por imóveis são:

  • Cresce o número de famílias com renda insuficiente para comprar um imóvel devido ao desemprego, reduzindo o número de compradores potenciais de casas ou apartamentos;
  • Cresce o número de pessoas que se sentem inseguras em assumir uma dívida de longo prazo por medo de perder o emprego;
  • Os bancos dificultam o acesso ao crédito para a compra de imóveis por conta da taxa de desemprego.

Aumento da oferta

As situações em que o aumento da taxa de desemprego provoca um aumento da oferta de imóveis são:

  • Nas situações em que a renda das famílias é afetada pelo desemprego, o pagamento das parcelas do financiamento pode ficar comprometido – o que leva à inadimplência e pode resultar em imóveis leiloados;
  • Casos em que a família decide vender o seu imóvel para comprar um imóvel menor ou então se desfazer de um dos seus imóveis para equilibrar as finanças;
  • As famílias atingidas pelo desemprego fazem o distrato de imóveis comprados na planta, elevando o estoque das incorporadoras.

Quais as oportunidades de investimento que surgem do desemprego?

Para fins de investimento, as alterações na taxa de desemprego pode resultar em ótimas oportunidades para potencializar os rendimentos obtidos com a compra e venda de imóveis. Veja dois cenários em que você pode obter uma boa vantagem:

Oportunidades com a baixa da taxa de desemprego

Quando a taxa de desemprego está baixa, significa que as pessoas estão mais confiantes e encontram mais facilidades em obter um bom financiamento – aumentando a demanda por moradias. Como consequência disso, o preço dos imóveis em várias regiões tende a subir, criando uma ótima oportunidade para vender um imóvel por um bom preço.

Oportunidades com a alta da taxa de desemprego

Já nas ocasiões em que a taxa de desemprego está alta, o mercado fica retraído e muitos investidores podem pensar que não é um bom momento para investir. Entretanto, é nesses momentos que você consegue encontrar imóveis por preços abaixo do mercado – afinal, existe uma oferta maior do que a demanda e os proprietários estão mais abertos à negociação.

A lógica para obter uma boa rentabilidade com o investimento no mercado imobiliário é bem simples: comprar um imóvel por um valor e vendê-lo por um valor superior. Isso significa que conseguir encontrar uma propriedade por um bom preço é o primeiro passo para um investimento lucrativo, certo?

Lembre-se que o mercado é muito dinâmico e sofre a influência de muitos fatores, mas a compra de imóveis por valores abaixo do mercado é sempre uma ótima ideia para conseguir potencializar os rendimentos. Certamente essas propriedades voltarão a valorizar no futuro.

Você já conhecia a relação entre a taxa de desemprego e o mercado imobiliário? Se você deseja alcançar os melhores resultados com os seus investimentos, confira a nossa planilha de Análise de Investimentos em Imóveis na Planta!

0
master
master
Posts Relacionados