Segurança em condomínio- o que avaliar antes de investir_

A segurança em condomínio é um assunto que desperta um interesse cada vez maior dos brasileiros. Com uma grande sensação de insegurança que existe entre a população, a busca por uma moradia segura faz parte dos planos das pessoas.

Quando uma família está em busca de um novo lar, são diversos os fatores considerados na tomada de decisão: preço, localização, facilidades no entorno, qualidade do imóvel, facilidade no acesso, segurança, entre outros. Levando isso em conta, todos esses aspectos merecem uma atenção do investidor.

Para um investimento de sucesso, o investidor precisa revender o imóvel comprado por um valor superior ao investido, certo? Para que isso aconteça, é fundamental que existam pessoas interessadas em comprar aquele imóvel – e todos os itens que acabamos de abordar são importantes para despertar o interesse dos potenciais compradores.

Neste artigo, veremos como a segurança em condomínio pode impactar no seu investimento e como você pode avaliar um imóvel antes de definir a sua compra. Confira.

A importância da segurança para o seu investimento

Um erro muito comum dos investidores é deixar de pensar sob o ponto de vista dos futuros moradores do imóvel adquirido. Comprar um apartamento já pensando na sua venda torna a aquisição impessoal e fica mais difícil fazer uma avaliação sobre todos os atrativos do imóvel.

Imagine que você compre um imóvel na planta logo no início do empreendimento por um valor muito abaixo do mercado. Parece ser um ótimo investimento por conta da localização do condomínio e do valor que pode ser obtido de retorno sobre o investimento. Entretanto, também é preciso avaliar todas as características que poderiam pesar na decisão de um comprador.

Se esse apartamento não conta com um bom esquema de segurança ou tem acabamentos de péssima qualidade, pode se tornar difícil encontrar compradores dispostos a morar no local – mesmo que ele possua uma boa localização e um preço justo. Ou seja, satisfazer às necessidades do comprador é fundamental.

Um dos fatores que mais pesam na decisão do brasileiro é a segurança em condomínio. A opção por morar em um apartamento se torna mais atrativa justamente pela segurança que essas moradias transmitem. Por isso, é fundamental garantir que o imóvel seja realmente seguro para os condôminos.

Enquanto um apartamento com problemas de segurança pode ser facilmente descartado por uma família que avalia todas as alternativas disponíveis, um outro com o sistema reforçado de segurança pode subir no conceito dos compradores.

O que avaliar na segurança em condomínio?

Se a segurança em condomínio é tão importante para o seu investimento, é essencial que você saiba como avaliar a segurança do empreendimento antes de investir, não é? Existem diversas formas de reforçar a segurança para os moradores, com alternativas que variam do tradicional profissional na portaria até sistemas modernos de portaria remota.

Listamos quais são os itens relacionados à segurança que merecem a sua atenção:

Portaria 24 horas

Uma das formas mais comuns de reforçar a segurança em condomínio é a adoção de portaria 24 horas, garantindo que exista sempre um profissional cuidando dos acessos ao condomínio. Apesar da dificuldade que alguns síndicos enfrentam para conciliar os horários de diversos profissionais, essa é uma forma efetiva de inibir a ação de pessoas mal-intencionadas.

Além disso, uma alternativa comum é a terceirização desse serviço com empresas especializadas. Nesses casos, uma empresa de segurança fornece os profissionais e todos equipamentos necessários para que seja feita a segurança do local.

Sistema de câmeras

A tecnologia representa um grande acréscimo para a qualidade da segurança em condomínio. Com o uso de um sistema de câmeras colocadas em lugares estratégicos, fica mais fácil fazer o monitoramento efetivo sobre a segurança de todos os moradores.

Monitoramento remoto

A aplicação da tecnologia pode ir muito além do sistema de câmeras através do monitoramento remoto. Já imaginou se fosse possível garantir a segurança de todos os moradores sem a necessidade de um profissional preso à portaria 24 horas por dia? É esse o objetivo da portaria remota.

O funcionamento desse sistema é muito simples: os moradores têm o acesso facilitado ao condomínio através de tags ou senhas privadas, já os visitantes devem utilizar o interfone para se comunicar com um atendente que realiza o controle de forma remota e entra em contato com o morador para autorizar a entrada. Dessa forma, o condomínio reduz as chances de falhas humanas na segurança e facilita a vida dos moradores.

Formas de acesso ao condomínio

Outro aspecto que deve ser analisado sobre a segurança em condomínios são as formas de acesso ao local. Quanto mais fácil for entrar no condomínio, maior a vulnerabilidade – se tornando mais difícil realizar o controle sobre o acesso em todos os pontos.

Localização do empreendimento

A região em que o apartamento está localizado exerce uma grande influência sobre a segurança do condomínio e também contribui para a percepção de valor dos compradores. Enquanto um apartamento de luxo localizado próximo a um bairro perigoso pode causar uma má impressão, um outro simples localizado em um bairro seguro pode se tornar mais valorizado.

Normas de segurança

Antes de investir no imóvel, procure conhecer quais são as normas de segurança adotadas atualmente – incluindo o uso de tecnologias, o papel dos porteiros e as instruções dadas aos moradores. O conhecimento sobre essas normas pode ser um bom indicativo sobre a segurança do condomínio.

Além disso, quando você pensa em investir em um apartamento que já está habitado, é uma boa ideia conversar com os moradores atuais para questionar sobre a segurança do local. Quanto mais informações tiver em mãos, melhores as condições de tomar boas decisões.

Você já conhecia a importância de avaliar a segurança em condomínio antes de investir? Ficou com alguma dúvida sobre o assunto? Deixe o seu comentário!

0
master
master
Posts Relacionados