Quais as vantagens da economia colaborativa_

A economia colaborativa surgiu como alternativa para quem queria diminuir o consumo e garantir que os produtos seriam utilizados por mais pessoas e por um período de tempo maior.

Há alguns anos que o colaborativismo vem sendo adotado na sociedade. Lembra quando a sua mãe falava para você pedir um pouco de açúcar para a vizinha? Ou quando o seu tio pedia a furadeira emprestada para o seu pai?

As pessoas sempre praticaram a economia colaborativa, porém, durante um período, depois que o poder de consumo aumentou para algumas classes, a sociedade se tornou mais consumista, incentivando a compra de objetos e produtos que não eram tão úteis quanto se imaginava, gerando o acúmulo dentro das casas.

A preocupação com o descarte e o meio ambiente também influenciou para que as pessoas buscassem alternativas para comprar, acumular e descartar cada vez menos itens. Dessa forma, a economia colaborativa começou, pouco a pouco, a fazer parte da rotina de várias comunidades.

Mas não pense que a economia colaborativa é coisa de pequenas vilas e pessoas sem acesso à tecnologia. Muito pelo contrário: a ciência tem dado suporte para soluções colaborativas. Uma prova disso são os aplicativos que foram criados para compartilhar, como Uber, AirbAinb, apps de troca, etc.

A seguir, nós listamos 8 vantagens da economia colaborativa que tem mudado a vida de muita gente. Inspire-se.

8 vantagens da economia colaborativa

1. Movimenta a economia

Nesse modelo, é possível movimentar a economia e gerar empregos mesmo quando não se produz nada. Um bom exemplo é quando alguém precisa instalar um móvel em casa, pendurar um quadro ou um objeto decorativo, mas não tem uma furadeira.

Se ele não conhece uma pessoa que possa emprestar a furadeira, ou até conhece, mas não sabe como usar a ferramenta, a opção é contratar o serviço de um profissional. Com isso, é possível economizar o próprio tempo, pois não vai ser preciso executar o trabalho por conta, e, ainda, gerar renda para um profissional.

2. Acesso a serviços e produtos

Existem produtos que gostaríamos de ter e até poderiam ser úteis para o dia a dia, assim como alguns serviços, mas que exigem alto investimento, como é o caso de um carro, uma casa na praia, empregada doméstica etc.

Na economia colaborativa, esses produtos e serviços são mais fáceis de ser alcançados, pois quem gostaria de ter um carro pode alugar para uma data específica, como uma viagem ou um passeio. A casa de praia também pode ser alugada por alguns dias, e a empregada prestar serviço como diarista, algumas vezes por semana ou por mês.

3. Aproxima as pessoas

Quantas pessoas moram no seu condomínio sem que você as conheça? Atualmente, é comum não saber quem são os vizinhos, pois saímos cedo para trabalhar e voltamos tão tarde que o contato e a comunicação acabam ficando de lado.

Essa é uma das vantagens da economia colaborativa, pois ela estimula as pessoas a procurarem seus vizinhos, e, assim, conversar e estreitar os laços.

4. Proporciona independência

Entre as vantagens da economia colaborativa, uma das principais é que esse modelo torna o consumidor independente do padrão de consumo em que vivemos, o capitalismo.

O capitalismo está centrado no consumo de bens materiais, que são criados para durar pouco tempo – dessa forma, a necessidade do consumidor nunca será suprida, o obrigando a comprar novamente.

Com a economia colaborativa, as pessoas conseguem trocar itens, pegar emprestado ou alugar, tendo que comprar apenas quando for realmente preciso.

5. Melhora a qualidade dos produtos

A economia colaborativa tem proporcionado a pequenos produtores expor e vender seus produtos para um número maior de pessoas. Essa é a oportunidade que eles têm para conquistar novos clientes, por isso, a tendência é se dedicar mais para produzir os melhores produtos.

6. É mais econômico

O fator econômico é uma das principais vantagens da economia colaborativa. O compartilhamento de espaços de trabalho, por exemplo, ajuda a reduzir os custos com energia, água, aluguel, internet etc. As empresas de segmentos diferentes que se unem, além de se ajudarem com as despesas, permitem o compartilhamento de conhecimento, e todas podem contar com as especialidades alheias.

7. Diminui o impacto ambiental

Quanto mais consumo, mais lixo produzido. Todos os produtos que compramos tem uma vida útil com começo, meio e fim. Depois de um tempo de uso, ou muito tempo sem uso, eles acabam se desgastando ou deteriorando, fazendo com tenham que ser descartados. Para substituí-los, compramos outros e outros, entrando em um ciclo sem fim.

Com as vantagens da economia colaborativa, o impacto negativo no meio ambiente é reduzido, pois as pessoas passam a comprar e, consequentemente, descartar menos.

8. Faz com que as pessoas se conheçam

São tantas vantagens da economia colaborativa que empresas de tecnologia têm desenvolvido aplicativos para conectar pessoas que têm interesses em comum, ou que possam oferecer, emprestar, vender algo ou um serviço para quem precisa.

Os interessados se encontram, fecham o negócio, se conhecem e há casos em que até ficam amigos. Essa troca também pode ser feita de outra forma, longe dos aplicativos.

Você tem algum conhecimento que pode compartilhar? Sabe falar algum idioma? É craque ou já foi em alguma matéria na época de escola? O que você sabe pode ajudar outras pessoas? Que tal começar oferecendo ajuda em seu condomínio, em seu trabalho, na faculdade, no seu bairro ou entre a família? Com certeza, você encontrará um ou mais interessados. Divulgue, crie grupos e compartilhe a ideia!

A economia colaborativa pode fazer verdadeiras revoluções na vida das pessoas, mostrando que existe um universo muito amplo, e que não dependemos só do dinheiro para chegarmos ou conquistarmos o que desejamos.

Essas são algumas vantagens da economia colaborativa. Você já usufrui dessas vantagens? Compartilhe sua experiência com a gente e até a próxima. 

0
master
master
Posts Relacionados