Quero começar a investir em imóveis- e agora_

Quero começar a investir em imóveis: e agora?

Por apresentar muitas vantagens, o investimento em imóveis é uma das aplicações mais populares no Brasil. No entanto, investir em imóveis pode, também, ser um desafio um tanto confuso para quem está começando.

É importante aprender como este tipo de investimento funciona e todas as opções que ele oferece, para adequar a sua aplicação ao seu perfil de investidor. Por isso, criamos uma lista para ajudar quem quer começar a investir em imóveis a entender melhor como o processo funciona, quais as opções que ele oferece e as vantagens que apresenta. Acompanhe.

Por que investir em imóveis?

Os investimentos em imóveis já são popularmente conhecidos como boas aplicações para o dinheiro, uma vez que este tipo de investimento é considerado bastante tradicional e as vantagens que apresenta são muitas.

Investir em imóveis é uma aplicação de alta segurança, pois eles preservam seu valor patrimonial – a posse do imóvel é permanente, com poucas exceções –, além de apresentar grande estabilidade frente ao mercado e possibilitar a proteção do seu dinheiro em tempos de inflação descontrolada.

Outra vantagem é a gama de opções que ele oferece: existe uma diversidade de tipos de imóveis, desde terrenos a edificações novas e usadas, o que facilita na escolha da melhor opção para cada investidor. Além disso, as formas de retorno são variadas também, pois o imóvel pode ser comprado para investir na construção de prédios para diversos fins, para a venda em um momento de alta do mercado, ou para a obtenção de uma renda fixa através da locação.

Outra vantagem é o seu grande potencial de valorização: um bom investimento em imóvel considera as características no terreno ou construção em conjunto com o contexto da área em que se encontra, garantindo que ele valorize cada vez mais e, assim, promova um retorno progressivamente mais lucrativo.

5 dicas para quem quer começar a investir em imóveis

Investir em imóveis pode parecer uma tarefa difícil, e que requer que o investidor tenha habilidades específicas. No entanto, existem algumas formas para que mesmo um iniciante seja capaz de se preparar para este investimento de forma segura e lucrativa.

Confira 5 dicas que preparamos para quem quer começar a investir em imóveis e aprender o que precisa para planejar seus negócios:

1. Antes de investir, estude

Compreender o funcionamento do investimento imobiliário é o básico para quem quer começar a investir em imóveis. Procure aprender sobre os diferentes tipos de imóveis, seus potenciais de valorização, os impostos a serem pagos para cada um deles e as taxas existentes em suas transações, por exemplo.

Existem cursos e artigos que ajudam a adquirir informações e se preparar para este tipo de aplicação. Ter uma base de conhecimento garante que você seja capaz de avaliar corretamente as oportunidades que surgirem, fazendo sempre bons negócios.

2. Aprenda a avaliar o valor do imóvel

Aprender a realizar a avaliação do valor do imóvel é de grande importância para precificar sua compra ou venda da forma mais correta possível – e saber se está realmente fazendo um negócio vantajoso para você ou não. Para isso, devem ser analisados vários critérios do imóvel em si e da área onde ele está localizado.

Aspectos, como a metragem do terreno ou edificação, a idade e o tipo de estrutura da construção, o estado de conservação e a qualidade dos acabamentos influenciam na construção do valor do imóvel. No entanto, fatores como a qualidade da infraestrutura urbana – que inclui a presença de vias asfaltadas, iluminação pública, calçamento de qualidade e acesso à internet e telefonia, por exemplo – também impactam no processo de precificação.

A análise da área em que o imóvel se localiza pode ser muito relevante na hora de avaliar o seu preço, porque ela pode ditar a maior ou menor chance de sua valorização: a expectativa de crescimento e desenvolvimento do bairro onde ele se encontra, assim como o aumento da demanda pelo tipo de imóvel em questão na área, podem aumentar sua taxa de lucro, assim como o valor do imóvel.

A pesquisa de preços, principalmente na mesma área do que o imóvel em que você está interessado, pode prover uma boa base para comparação e estipulação de um valor justo.

3. Estabeleça seus objetivos

Antes de começar a investir em imóveis, decida qual o tipo de investimento pretende fazer. Você busca um imóvel para aplicar o dinheiro na construção de uma edificação específica? Uma área construída já pronta em uma região em desenvolvimento, apenas para esperar valorizar e então revender? Ou você quer um imóvel já existente e bem localizado para receber a renda da locação?

O estabelecimento de seus objetivos em longo prazo pode ajudar a definir o tipo de imóvel que deve procurar, além de facilitar as estimativas de custos de investimento e lucro que você busca.

4. Calcule todas as suas opções

Ter foco no lucro é essencial para obter retorno em qualquer investimento. E isso só é possível quando você conhece bem as suas finanças e o investimento em que pretende aplicar o seu dinheiro.

Antes de investir em imóveis, devem ser feitos os mesmos procedimentos de preparação realizados em qualquer aplicação segura: os cálculos para contabilização dos custos iniciais, despesas de manutenção e documentação, além da expectativa de retorno. Apenas assim é possível estimar a taxa de retorno esperado e o tempo necessário para que o valor recebido compense a quantia investida.

Estude quais as formas mais lucrativas de lidar com o seu investimento e explore suas opções de venda e locação – colocando tudo na ponta do lápis para fundamentar as suas decisões de negócio.

5. Seja racional

A aplicação de dinheiro tende a mexer com o lado emocional dos investidores, o que pode levá-los à compra por impulso. O investimento imobiliário é conhecido por ser um bom negócio, e, realmente, apresenta ótimas oportunidades – mas, como qualquer aplicação, também tem suas armadilhas.

Por isso, busque manter uma linha de pensamento racional, evitando fazer negócios de forma impulsiva e ansiosa. A análise deve sempre ser realizada levando em conta o que importa para um investidor: a capacidade de seu imóvel gerar lucro.

Gostou das nossas dicas sobre como começar a investir em imóveis e quer aprender mais? Confira o nosso “Guia do investidor imobiliário: como fazer bons negócios!” e até a próxima!

0
master
Posts Relacionados