investimento-em-imovel

Para quem quer fazer investimento em imóvel, as vantagens são muitas: segurança, rentabilidade, gama de opções.

Bom potencial de valorização, entre outras. No entanto, apesar de ser uma modalidade muito segura e rentável de aplicação de dinheiro, o investimento em imóvel também requer conhecimento e preparo para que seja bem-sucedido.

Se você está em busca de mais informações para iniciar seus investimentos com o pé direito, confira, a seguir, 5 perguntas que você deve fazer para acertar no seu investimento em imóvel.

1. Qual é o seu perfil de investidor?

Analisando sua relação com os investimentos, é possível identificar qual o seu perfil de investidor. Isso pode ajudá-lo a delinear o melhor tipo de investimento em imóvel para você, escolhendo opções que se encaixam em suas prioridades. Os principais perfis de investidor são os seguintes:

  • Conservador: o perfil conservador retrata os investidores que buscam preservar o seu dinheiro acima dos ganhos. Assim, esses investidores buscam por negócios seguros, mesmo que isso signifique uma rentabilidade pequena. Esse é o melhor perfil de comportamento para iniciantes, com investimentos seguros e que apresentem ganhos pequenos, mas garantidos.
  • Moderado: o investidor moderado, normalmente, não se importa tanto em assumir riscos quanto o conservador, contanto que tenha indicativos o suficiente para ficar confiante de que terá uma rentabilidade maior. Este tipo de investidor, com frequência, se encaixava no perfil conservador e, com a maior experiência no ramo dos investimentos, passou a se aventurar com aplicações um pouco mais arriscadas – porém, baseadas no seu conhecimento adquirido. Uma boa opção para este tipo de investidor é diversificar seus investimentos, entre alguns mais seguros e outros com maior risco.
  • Agressivo: também conhecido como investidor arrojado, tem como objetivo alcançar maiores índices de rentabilidade, com pouca preocupação de assumir riscos mais altos. No geral, são investidores mais experientes – e que têm o entendimento de que correr riscos e perder dinheiro podem ser compensados por um outro investimento arriscado, que gere muita rentabilidade no futuro. Ou seja, não eles têm medo de assumir riscos, se isso significar uma maior rentabilidade no futuro.

2. Quanto você tem para investir?

Antes de fazer o seu investimento em imóvel, é necessária uma análise financeira para descobrir quanto você pode investir com segurança. Lembre-se que a quantia deve ser capaz de não apenas cobrir o valor da compra do imóvel, mas, também, os seus gastos extras de manutenção, documentação, tributação e possíveis reformas.

Ao considerar um financiamento, analise quanto do valor seria necessário financiar e os juros que seriam gerados. Ter uma reserva além do valor investido é essencial, de forma a evitar imprevistos que podem depreciar o seu investimento em imóvel e gerar prejuízos.

3. Em quanto tempo você deseja obter retorno sobre o investimento em imóvel?

Existem algumas formas diferentes de receber o retorno do seu investimento em imóvel. Cada investidor deve escolher a melhor forma para a aplicação, considerando o tempo de retorno que deseja e o valor que tem para investir.

De forma geral, o investimento em imóvel tem retorno de médio a longo prazo, tanto para quem pretende comprar uma propriedade para revenda após a sua valorização, quanto para quem quer gerar renda através da locação. Em ambos os casos, é possível fazer uma estimativa do tempo de retorno.

No caso de revenda, pode-se analisar o investimento inicial e o tempo necessário para a valorização do imóvel, que pode acontecer por diversos motivos. Para o caso de locação, é possível projetar um valor justo para o imóvel em que você pretende investir e contabilizar o tempo necessário para que o retorno recebido com o aluguel compense o valor investido inicialmente.

Definir o tempo de retorno que você idealiza pode ajudar a decidir a melhor estratégia de investimento em imóvel para o seu caso.

4. Você domina o impacto do mercado nos investimentos?

O mercado imobiliário é dinâmico e suas oscilações impactam diretamente quem deseja realizar um investimento em imóvel. Os preços de aquisição e locação variam de acordo com os ciclos de maior ou menor demanda por imóveis, que são, normalmente, relacionados ao contexto econômico do país.

Em situações econômicas favoráveis, as taxas de juros caem – o que facilita a realização de financiamento, consórcios e similares para a compra de imóveis. Com a maior facilidade de acesso a este tipo de patrimônio, o número de interessados aumenta. O crescimento na demanda aquece o mercado imobiliário, fazendo os preços para investimento em imóvel subirem.

Já em contextos econômicos em que os juros estão altos, o mercado imobiliário tende a resfriar pela diminuição na procura – o que, agora, passa a vantagem para os investidores que têm poder de compra para realizar suas transações à vista, por preços mais baixos.

Por isso, é importante que o investidor conheça os impactos que o contexto geral da economia tem sobre o mercado imobiliário, de forma a compreender as tendências e fazer o seu investimento em imóvel no momento mais oportuno.

5. Quando um imóvel tem potencial de valorizar?

O investimento em imóvel sempre busca o lucro pelo seu potencial de valorização: no caso da aquisição para revenda, espera-se que o imóvel passe a ter um valor maior com o tempo, gerando uma margem de lucro em relação ao investimento feito inicialmente pelo proprietário. Entretanto, no caso da locação, é esperado que a demanda pelo imóvel seja alta, tendo locatários interessados continuamente e aumentando o valor do aluguel.

A valorização do imóvel pode ocorrer de diversas maneiras: pelo desenvolvimento e urbanização progressiva da área ao seu redor, como em casos de expansão urbana e criação de novos centros comerciais; pela instalação de algum empreendimento que aumente o movimento de pessoas em seu entorno, como um shopping center, área esportiva, calçadão, entre outros; ou pela construção ou reforma do imóvel em si, agregando maior valor pela melhora na qualidade funcional e estética da edificação.

Dessa forma, as tendências de valorização dos imóveis podem ser analisadas, possibilitando negócios bem-sucedidos por aproveitar as melhores oportunidades de investimento.

0
master
Posts Relacionados