5 alternativas de aluguel em São Paulo

Conforme os preços de aquisição de imóveis vão subindo, vai crescendo ainda mais a procura por opções de aluguel. E isso não apenas por motivação financeira, mas também para que se more melhor e se mantenha um estilo de vida mais livre e despojado. É o seu caso? Pois saiba que há diversas alternativas de aluguel em São Paulo.

Com o crescimento da economia compartilhada sendo amparada pelas novas tecnologias, surgiu uma nova safra de opções de aluguel, permitindo que você encontre a que mais combina com você e suas necessidades.

Por isso, se você procura opções de aluguel em São Paulo, confira, a seguir, cinco alternativas que são encontradas na cidade.

1. O tradicional aluguel em São Paulo

Quando se busca um imóvel para alugar, o método mais tradicional é procurar uma imobiliária para que todo o processo de locação ocorra tranquilamente e conforme a praxe. Uma imobiliária dispõe de uma ampla lista de opções de imóveis para alugar em diferentes bairros da cidade. Com Isso, você pode comparar e decidir qual é o que melhor atende às suas necessidades.

Uma das vantagens de procurar uma imobiliária é que você pagará um preço justo pelo imóvel que pretende morar. Muitos proprietários supervalorizam o local onde vivem e, por isso, as imobiliárias desempenham um importante papel em convencê-lo a baixarem o valor de seus alugueis para um preço compatível com o mercado.

Atualmente, existem leis que tentam facilitar o processo de aluguel, no entanto, muitas imobiliárias pedem fiadores ou que você contrate um seguro fiança, o que acaba, no final das contas, tornando tudo mais caro e burocrático.

2. Aluguel direto com proprietário

Em boa parte dos casos, alugar um imóvel direto com o proprietário é uma opção facilitada. Além disso, o tempo também é um atrativo dessa modalidade, pois a imobiliária exige uma série de documentos e requisitos para que você se torne elegível para alugar um imóvel, o que não ocorre com a negociação direta com o dono do imóvel.

É um relacionamento mais pessoal e tranquilo, com menos custos e burocracia. Entretanto, essa negociação precisa ser bem documentada para evitar problemas futuros. Discussões sobre reajuste de aluguel, alterações no apartamento, consertos e atrasos podem atrapalhar o relacionamento entre proprietário e inquilino.

3. Airbnb é uma opção diferente de aluguel em São Paulo

Com a conveniência da internet, é possível escolher por meio de vários sites onde você quer morar. Entretanto, o que faz o Airbnb se destacar é que ele é especializado em conectar pessoas que buscam moradia com proprietários que alugam suas casas, quartos ou outros espaços não utilizados por um período limitado de tempo. Você pode alugar por alguns dias, semanas ou mesmo meses.

Essa é uma alternativa conveniente para obter uma acomodação que se adapte às necessidades e ao orçamento específico de uma pessoa. Com uma abordagem flexível e amigável, o Airbnb cresceu ao longo dos anos e ampliou sua cobertura em várias cidades pelo mundo, inclusive em São Paulo – e preços tendem a ser menores em comparação com o aluguel de imobiliárias.

Os tipos de acomodações podem estar em qualquer lugar da cidade, desde quartos, suítes, casas e apartamentos. O anfitrião (o proprietário do imóvel) pode postar fotos da propriedade para alugar e criar um perfil pessoal para que os possíveis locatários saibam mais sobre ele antes de decidir fazer a reserva do espaço. Além das fotos do local, é possível ter informações sobre as taxas, condições de locação e outras sobre o imóvel.

4. Hostel

A solução para um problema antigo: uma maneira de lidar com a dificuldade de encontrar moradia acessível é compartilhar uma casa com outras pessoas. Com os hostels (também conhecidos como albergues ou pensões), é possível aproveitar os benefícios de compartilhar um teto e pagar um aluguel menor.

Viver em um hostel de aluguel em São Paulo pode até soar como algo voltado apenas para estudantes. No entanto, alugar uma cama e compartilhar um dormitório, banheiro, lavanderia e cozinha vem sendo uma alternativa que tem conquistado popularidade nos dias de hoje – e não apenas entre os mais jovens.

Compartilhar o espaço com outras pessoas é um modo de vida acessível em grandes cidades, como São Paulo. Muitos hostels têm residentes que acabam trabalhando como recepcionistas temporariamente em troca de acomodação gratuita.

Além disso, é possível dar um impulso à sua vida social. Esses ambientes costumam abrigar não apenas moradores, mas mochileiros e viajantes econômicos. Normalmente, os hostels têm áreas comuns entre todos e com oportunidades de socialização. Assim, em um hostel, é possível conhecer pessoas e, consequentemente, viver novas experiências.

5. Vitacon Residential Properties é novidade para aluguel em São Paulo

A Vitacon, construtora e incorporadora, famosa por seus apartamentos compactos e inovadores, tem apostado na modalidade de aluguel em São Paulo. O modelo de negócios é muito comum nos Estados Unidos, mas ainda é inédito no Brasil. No lugar de vender os prédios que constrói, a Vitacon tem apostado no aluguel de unidades focadas no segmento residencial.

Dessa forma, o aluguel evita as dificuldades do financiamento da casa própria, principalmente em momentos de crise econômica ou mudança de vida. O objetivo da Vitacon Residential Properties é oferecer apartamentos compactos, com valor acessível, mesmo aqueles situados em bairros com metro quadrado de valor elevado.

O aluguel no varejo, seja para curtos períodos ou longos contratos, se torna uma opção interessante para quem não tem dinheiro guardado ou não pretende ficar décadas pagando por um financiamento.

E então, o que você achou das opções de aluguel em São Paulo? Qual delas lhe parece mais interessante? Conte pra gente pelos comentários e até a próxima. 

0
master
master
Posts Relacionados